A alegria do Evangelho – Dom Jaime Pedro Kohl

“A alegria do Evangelho para uma Igreja em saída” é o tema do mês missionário que iniciamos. Foi o tema dos Congressos Missionário Regional e Nacional celebrados visando a preparaçãodo Americano.

Nosso objetivo principal foi dar novo impulso às Igrejas do Brasil para um dinamismo de saída e caminhar juntos no testemunho da alegria do Evangelho, da comunhão e do profetismo, no comprometimento com “as alegrias, as esperanças, as tristezas e as angústias dos homens e mulheres de hoje, sobretudo dos pobres e de todos aqueles que sofrem” (GS 1).

O cartaz do Congresso que acompanha a Campanha Missionária deste mês, evidencia os diferentes sujeitos da missão com suas diversas idades e etnias que caminham juntos depois de terem sido encontrados por Jesus Cristo.

A arte visualiza a igreja toda em saída, partindo para dialogar e testemunhar a alegria do Evangelho até os confins da terra, com particular atenção as periferias do mundo, numa atitude de misericórdia e serviço para colaborar no processo de construção de uma sociedade mais justa, solidária e fraterna.

A alegria deve ser a marca do cristão: a admiração diante da grandeza de Deus, do seu amor, da salvação que doou à humanidade não pode deixar de levar o crente a uma alegria que nem sequer as cruzes da vida podem afetar, porque também na provação há a certeza de que Deus está conosco.

A alegria do Evangelho tem seu fundamento no encontro com Jesus ressuscitado. Essa experiência deve ser anunciada a todos. Por isso exige a dinâmica do êxodo e do dom, de sair de si mesmo, de caminhar e semear sempre de novo, sempre mais além, procurando acender o fogo do amor no coração do mundo.

A missão Ad Gentes sempre foi e sempre será a grande tarefa da Igreja, assumida por suas comunidades, por vezes, com certa resistência, com a desculpa que “tudo o que fazemos é missão”.  Missãosignifica partir, sair, enviar. Portanto, pressupõe um ponto de partida, de chegada e uma tarefa.

O ponto de partida é Deus Pai, de chegada é a alegria da vida plena no Reino de Deus e a tarefa é proclamar a proximidade desse Reino anunciado, convidando as pessoas a se tornarem discípulas de Jesus, seguidoras do Evangelho e anunciadoras do seu Amor.

A razão de ser da igreja é estar em ‘saída’, projetando-se continuamente além-fronteiras. Por isso a alegria do Evangelho para uma Igreja em saída.

Dom Jaime Pedro Kohl – Bispo de Osório

 

Comentários

Comentários