A farsa judicial decretou a ditadura no Brasil

Suely Braga

A farsa judicial do tribunal de exceção da Lava-Jato feriu gravemente o Estado de Direito.

Quando o judiciário perde a imparcialidade e isenção, se transforma num órgão político de perseguição a inimigos ideológicos, acaba a democracia e prevalece o desmando institucional e o obscurantismo e evolui para uma verdadeira ditadura jurídico-midiático-policial.

Em dezembro de 1968, o regime civil-militar apoiado pela Rede Globo decretou o Ato Institucional 5 para aprofundar o golpe de 1964 e implantar o terror ditatorial, que foi finalmente encerrado pela resistência democrática em 1985.

Os golpistas de hoje, togados, uniformizados de preto, não trajam verde-oliva e nem impõem baionetas, mas são violentos e nefastos à democracia e ao Estado de Direito. Não existe ordem legal no país. A Constituição foi detonada. Estamos sob um regime de livre arbítrio da mídia hegemônica liderada pela Rede Globo, e juízes, procuradores e polícias federais tucano-emedebistas. O aprofundamento ditatorial do regime é a resposta dos golpistas à ameaça de eleição de Lula.

A comunidade jurídica internacional testemunha estarrecida a destruição do Estado de Direito- a perseguição midiática, jurídica e policial ao Lula com o cínico pretexto de combate à corrupção.

A ditadura está instalada no Brasil. Ditaduras não costumam economizar o uso de dispositivos autoritários para dizimar quem ameaça a sua existência. O que presenciamos hoje e o mundo todo abalado e estarrecido presencia o que esta ditadura está fazendo com Lula, um Ex-Presidente do país, não só o mantendo como preso-político, sem nenhuma prova concreta contra ele, mas retirando todos os seus direitos de cidadão.

Impedindo visitas importantes como: a do argentino Ezequiel, Prêmio Nobel da Paz, a de seu diretor espiritual Leonardo Boff, que trazia livros espirituais, sua bênção e conforto e, ultimamente,não permitir a entrada do Represente do Papa, o argentino Gabrois, que veio entregar um rosário bento e também trazer as bênçãos do Sumo Pontífice. O mundo inteiro presenciando estas barbaridades fica aterrorizado com as arbitrariedades que estão acontecendo em nosso país. É um absurdo, uma vergonha.

Foi esta farsa judicial montada para aniquilar Lula, que decretou a ditadura, que estamos vivendo no Brasil.

Comentários

Comentários