A internet e a literatura – Suely Braga

Suely Braga

No século XXI, onde impera a robótica e a informática, o mundo entra em nossas casas, através da telinha da televisão e da internet.

O planeta torna-se uma aldeia global. Desaparecem as cartas. Em seu lugar ficaram os telefones celulares, que se multiplicam aos milhões.

Hoje, através da internet: dos e-mails, dos sites, dos orkuts, dos twitter podemos inteirar-nos de todas as notícias e por meio das redes sociais: facebook e conquistamos quantos amigos virtuais quisermos.

A literatura acompanhando a época do corre corre,em que as pessoas são privadas de tempo, transformou-se para acompanhar a situação atual dos leitores.

Tornou-se moda os pequenos poemas, os contos, as crônicas, os minicontos, os poetrixs, os haikais, as colunas nos diversos sites.

É claro que continuam os romances longos, romances históricos de autores importantes, ou não. Livros que carregamos na bolsa e podemos lê-los no ônibus, nos bancos de praça, nos consultórios, nos laboratórios, em qualquer lugar que estejamos.

As editoras estão também compilando os clássicos da literatura mundial em pequenos compêndios, práticos para a leitura.

A internet que é um meio de comunicação valioso tem também algumas desvantagens. Os jovens estudantes do ensino médio e universitários, muitas vezes copiam textos inteiros, assinando-os como se fossem deles. Não é pesquisa, é cópia integral.

Outros usam nomes de grandes escritores como: Mário Quintana, Carlos Drumonnd de Andrade Luis Fernando Veríssimo, Marta Medeiros em textos e ppss que não são de sua autoria. Precisamos estar alertas.

Através da internet difamam-se pessoas, especialmente políticos. Se redige e-mails difamatórios usando nossos nomes.

Difunde-se a pedofilia através da internet.

Os pais devem ter cuidado e se interarem dos programas que seus filhos participam. Deve haver um controle para que as crianças e adolescentes não sejam enganados.

Assim a internet pode ser usada para o bem e para o mal.

Como excelente fonte de comunicação e pesquisa, mas também como fonte de propaganda enganosa e perniciosa, criando sérios problemas.

 

Comentários

Comentários