Alunos de Xangri-lá e de Imbé recebem Prêmio MPT na Escola em Brasília

Os alunos das escolas Manoel Mendes, de Imbé, e Major João Antônio Marques, de  Xangri-lá, receberam nesta quarta-feira (30/11) o prêmio MPT na Escola 2018, concurso cultural voltado a estudantes do Ensino Fundamental da rede pública e parte do projeto de combate ao trabalho infantil do MPT. A cerimônia aconteceu em Brasília, na sede da Procuradoria-Geral do Trabalho (PGT), contando com a participação de cerca de 400 pessoas entre estudantes, professores, procuradores e demais autoridades. A viagem a Brasília e a hospedagem dos premiados foram custeados pela organização do prêmio.

     Foram selecionados os melhores trabalhos entre os vencedores das etapas estaduais de 11 Estados e do Distrito Federal. No total, 386 municípios participaram desta edição do prêmio. Os estudantes concorreram em 6 categorias – melhores contos, curtas-metragens, esquetes teatrais, músicas, desenhos e poesias sobre o combate ao trabalho infantil – divididos em dois grupos – o primeiro, para alunos de 4º e 5º ano e o segundo, para 6º e 7º ano. Cada aluno vencedor ganhou uma medalha e um tablet.

     Na solenidade, a coordenadora nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância), procuradora Patrícia Sanfelice, ressaltou que a iniciativa tem como objetivo a conscientização sobre esse problema. “O MPT na Escola é um projeto que nos aproxima da sociedade a partir das escolas, então ele nos permite chegar com o tema do trabalho infantil em espaços que não eram explorados por nós. Há a possibilidade de dialogar com o professor, de conscientizar o professor para que ele trabalhe com os alunos e esse aluno leve para a sua casa e para a sua comunidade os malefícios do trabalho infantil, os mitos que estão em torno desse tema”, disse.

      A procuradora do MPT Cândice Arósio também enfatizou o potencial transformador da iniciativa. “Soluções para as questões da infância não são fáceis. Mas, se conseguirmos atingir a vida de uma única pessoa mudando ou influenciando seu destino em busca de um futuro diferente longe da violência, do descaso e do trabalho infantil, tudo terá feito sentido e terá valido a pena”, disse a procuradora, que também é gerente nacional do Projeto Resgate à Infância, no qual o MPT na Escola está inserido.

     O procurador-geral do MPT, Ronaldo Fleury, destacou a importância em devolver à sociedade a confiança que a sociedade deposita na instituição por meio de iniciativas como o Prêmio MPT na Escola. “Se a gente puder olhar para trás e falar ‘eu conseguir mudar a vida de alguém pra melhor’, eu posso falar ‘eu tive sucesso’”, disse.

Vencedores – Imbé venceu na categoria Poesia para alunos do 4° e 5º anos, e Xangri-Lá, na categoria Música para alunos do 6º e 7º anos. Alexandra Santos, uma das cantoras que ajudou a compor a melodia, contou o que aprendeu ao estudar sobre o trabalho infantil. “Criança não pode trabalhar com certas idades e elas têm que ir para a escola e aproveitar a vida e a infância”, disse.

      Do Rio Grande do Sul, classificados entre os primeiros colocados de cada categoria, estão também a Escola Mário Quintana, de Porto Alegre, com a 3ª colocação da categoria “Curta-metragem” (6º e 7º anos) e a Escola Major João Antônio Marques, de Xangri-Lá, que também ficou com a 3ª colocação em “Esquete teatral” (6º e 7º anos).

Projeto – O MPT na Escola é a versão nacional de uma iniciativa que teve início no Ceará, ainda em 2008: o Programa de Educação Contra a Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Peteca), que neste ano está presente em mais de 140 municípios cearenses. A iniciativa compõe o eixo educação do projeto Resgate à Infância e mobiliza quase 350 mil estudantes e mais de 23 mil profissionais de ensino. Entre 2009 e 2015, o Estado reduziu em mais de 70% os casos de trabalho precoce, segundo o IBGE. Foi a maior redução registrada no país, no período.

     No Rio Grande do Sul, onde o projeto foi iniciado em 2017, participaram em 2018 cerca de 1.000 turmas dos municípios de Alegrete, Arroio do Sal, Arroio do Tigre, Bagé, Balneário Pinhal, Barra do Quaraí, Boqueirão do Leão, Brochier, Cachoeirinha, Candelária, Capivari do Sul, Capão da Canoa, Carazinho, Charrua, Chuí, Cidreira, Dom Pedro de Alcântara, Eldorado do Sul, Encantado, Erechim, Esteio, Garruchos, Glorinha, Gravataí, Guaporé, Ibarama, Imbé, Itati, Lagoa Bonita do Sul, Mampituba, Manoel Viana, Maquiné, Marau, Mariana Pimentel, Maçambará, Morrinhos do Sul, Nova Santa Rita, Não-Me-Toque, Osório, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Rio Grande, Santa Cruz do Sul, Santo Antônio da Patrulha, Santo Antônio das Missões, Sapucaia do Sul, Sertão Santana, Sobradinho, Taquari, Terra de Areia, Teutônia, Torres, Tramandaí, Três Forquilhas, Uruguaiana, Vera Cruz, Viamão e Xangri-lá. A previsão é a de que mais municípios participem em 2019.

     No programa, educadores ganham formação sobre o Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente, trabalho adolescente protegido e combate e prevenção do trabalho infantil. São convidados a criar planos de ação para suas escolas, na intenção de construir projetos, sempre acompanhados pelo MPT. O resultado é apresentado em encontros municipais e estaduais.

     Para o procurador Antonio de Oliveira Lima, idealizador do Peteca, o MPT na Escola ajuda a difundir os prejuízos decorrentes do trabalho infantil. “É extremamente importante construir uma consciência social que consiga perceber a criança e o adolescente como sujeito de direitos e que consiga lutar contra a violação de direitos porque a gente sabe que há muitos problemas como a vulnerabilidade social, a pobreza das famílias e o desemprego”, afirmou.

Veja abaixo a lista de vencedores: 

Categoria: Conto 

Alunos do 4° e 5º anos do ensino fundamental:

Escola Elpídio Ribeiro da Silva – Sobral (CE)
Aluna: Karizia Azevedo Lima
Professor(a): Francisco Heloiso Ferreira de Brito

Alunos do 6° e 7º anos do ensino fundamental:

Escola João Santana – Taiobeiras (MG)
Aluna:  Vanessa Moreira Costa
Professor(a): Elane Oliveira Santos

Categoria: Poesia

Alunos do 4° e 5º anos do ensino fundamental:

Escola Municipal de Ensino Fundamental Manoel Mendes – Imbe (RS)
Aluna: Clara Borges Dunke
Professor(a): Josaine Airold

Alunos do 6° e 7º anos do ensino fundamental:

Escola de Ensino Fundamental Miguel Antônio Oliveira – Canindé (CE)
Aluno:  Alerrandro Paz Brandão
Professor(a): Francisco Alrando Marques de Sousa

Categoria: Esquete Teatral

Alunos do 4° e 5º anos do ensino fundamental:

Escola de Ensino Fundamental e Médio Professora Maria Luiza – Fortim (CE)
Alunos: Ana Luiza Macedo Cordeiro; Anny Barros Cassiano; Ana Vitória Moura de Oliveira; Raissa Camile Pereira Fernandes; Raquelly Rodrigues de Almeida; Luiz Eduardo Rosendo de Sena; Saymon Gabriel Ferreira Felipe; Ana Luisa de Farias Oliveira; Allana Gabriela Oliveira
Professor(a): Aldeniza Barbosa Lima da Costa

Alunos do 6° e 7º anos do ensino fundamental:

Escola Municipal Coronel Amâncio Bueno – Jaguariúna (SP)
Alunos:  Ana Caroline Ronchi Campos; Ana Gabriela Silva Taborda dos Santos; Bruna Giovana Ruiz; Camily Vitória Silva Fante; Isabella Goes Marques; Júlia de Araújo Faria; Júlia Vitória Lima Oliveira; Pâmela Assis Ferreira; Paulo Henrike Dhuno Galoro; Pedro Henrique Gonçalves Falcirolli.
Professor(a): Mayumi Wakabayashi

Categoria: Música

Alunos do 4° e 5º anos do ensino fundamental:

Escola Coronel José Durski – Prudentópolis (PR)
Alunos:  Maria Alice Penteado de Carvalho, Gustavo Perich Bini, Maria Clara Furman Lupepsa, Eduardo Kruczovel, Melissa Barboza
Professores:  Claudiane Savio; Sara Belin dal Santos

Alunos do 6° e 7º anos do ensino fundamental:

Escola Major João Antônio Marques – Xangri-La (RS)
Alunos:  Alexandra dos Santos, Paola Raupp dos Santos, Maria Eduarda Martins, Anelize Cardoso Matias, Júlia da Costa Magalhães
Professor(a): Luciano Schwab Schirmer

Categoria: Desenho

Alunos do 4° e 5º anos do ensino fundamental:

Escola Municipal Greuza Dal Molin – Realeza (PR)
Alunos: Wallace Sousa Santos; Clara Regina Rogelim; Valentina Oliveira de Paula
Professor(a): Eduarda Socovoski Gnoatto

Alunos do 6° e 7º anos do ensino fundamental:

Escola de Ensino Fundamental Santa Adelaide – Barroquinha (CE)
Aluno: André Sousa da Silva
Professor(a): Francisco Francirlo de Mesquita

Categoria: Curta Metragem

Alunos do 4° e 5º anos do ensino fundamental:

Escola Municipal Nelson Mangabeira – Ladário (MS)
Alunos: Emanuel Sanabria Mercado; Flávia Alessandra da Silva Lemos; Joanderson Júnior Barboza Gomes da Penha; Mikael Kaled dos Santos Raldes; Suellen Santos Pereira.
Professor(a): Fátima Fontes e Arla Aldama

Alunos do 6° e 7º anos do ensino fundamental:

Escola Municipal Professor Delmiro Salvino Bonin – Nova Andradina (MS)
Alunos: Nalisson Gabriel Manou de Oliveira; Bruna Fontes de Oliveira; Ryan Araújo de Oliveira; Manoel dos Santos Souza; João Vitor Gomes
Professor(a): Sheila Toscan Nardez

Comentários

Comentários