Aposentados e apossentados – Jayme José de Oliveira

Jayme José de Oliveira

Quando me aposentei recusei seguir o ritual lógico, apoSSentar: sentar na frente da televisão – assistir novelas para “matar” o tempoantes que Chronos nos mate -. Tornou-se um mantra que repito a quem se apraza a ouvir: não se apoSSente, tua vida vai virar uma monotonia intragável. Optei pela leitura de dois jornais, revistas, redescobrir as delícias de ler obras as mais variadas e como cereja do bolo, escrever uma coluna para “Litoralmania”. Obrigado Rogério pela oportunidade.

ABRACADABRA, como por mágica, o tempo que se delineava vazio e interminááááável, pasme, ESCASSEOU. Se o dia tivesse 36 ou 48 horas, não seria por demasiado longo. Repito: não se apoSSente, o Dr. Alzheimer surgirá sorrateiramente em muitos casos. Assim como os músculos atrofiam sem exercícios, o cérebro perde sua acuidade e a senescência é o corolário, a consequência inevitável.

Resumindo: mantenha o cérebro ativo o máximo possível, sua vida reflorescerá, a alegria de viver ressurgirá e TODOS AO SEU REDOR compartilharão.

Li alhures um pensamento que marcou como ferro em brasa:“Deus, dai-me a serenidade para ACEITAR as coisas que não posso modificar, CORAGEM para modificar o que posso e SABEDORIA para perceber a diferença”.

Há uma verdade que as pessoas se recusam a aceitar: você não tem controle sobre muitas coisas que acontecem na vida. Por outro lado, se agires de acordo com tua consciência encontrarás a paz de espírito e, quem duvida, teu exemplo poderá induzir os que te rodeiam. O resultado poderá ser um redirecionamento generalizado que influenciará mesmo aquilo que não podes controlar diretamente.

Você não pode controlar como alguém se comporta, mas você pode controlar como vai reagir. Quando você coloca suas energias em coisas que pode controlar, suas ações serão efetivas.

Para ter uma maior influência seja um bom modelo e defina limites para você mesmo e não tente consertar pessoas que não querem ser consertadas, se forem convictas não aceitarão nenhum tipo de contestação.

Identifique seus medos e reconheça que você sempre pode lidar até com o pior cenário. Reconhecer isso vai ajuda-lo a focar toda a sua energia em assuntos mais produtivos. Se você notar que está ruminando resultados negativos, reconheça que esses pensamentos não são úteis, concentre suas energias em algo produtivo.

Encontre uma maneira de aliviar seu estresse diário praticando um passatempo atraente ou a companhia de pessoas de suas relações. Elimine o hábito de se queixarou tentar aliviar o estresse com bebidas, por exemplo. Uma vida saudável com hábitos proativos melhoram você e o ambiente em que vive. Descarregar frustrações em terceiros além de contraproducente desvia suas atenções da procura de soluções.

“Viva como se fosse morrer amanhã. Aprenda como se fosse viver para sempre”. (Mahatma Gandhi)

Jayme José de Oliveira

cdjaymejo@gmail.com

Cirurgião-dentista aposentado

Comentários

Comentários