Assaltante que jogava carro das vítimas no mar é condenado a mais de 17 anos de prisão

Foi condenado pelo Poder Judiciário a 17 anos e 4 meses de prisão por roubo e estupro, um homem  de 26 anos, acusado de realizar os crimes no ano de 2015, em Balneário Pinhal.

A investigação conduzida pelo Delegado Alexandre Souza e equipe de Agentes resultou no indiciamento do suspeito que foi preso por Policiais Civis na ocasião.

A condenação é o resultado de minuciosa​ investigação por parte da Polícia Civil que fez uso da análise genética a partir do DNA do suspeito para comprovar a autoria dos crimes.

Os casos

Um casal foi assaltado em sua casa, na madrugada de uma sexta-feira (06/11/2015), em Balneário Pinhal.

Um homem armado entrou em uma residência, amarrou o proprietário e estuprou a mulher. O Ford Ka das vítimas foi roubado e encontrado dentro do mar na praia de Magistério.

Dois dias antes, em 04/11/2015 um Gol de cor vermelha já havia sido localizado dentro do mar, pela Brigada Militar, após denúncia de populares próximo a guarita 207, em Balneário Pinhal.

Ao verificar que a situação do carro estava regular, os policiais militares se dirigiram até a residência do proprietário do veículo, na Rua Schoneweld. Ao chegar no local, os Pms escutaram gemidos de socorro e  arrombaram a casa. Dentro, um casal de idosos foi localizado amarrado e amordaçado.

As vítimas disseram ter sido atacadas na noite anterior (03), por volta das 22h, por um homem violento, portando uma pistola. Uma televisão e diversos objetos do casal foram roubados na ocasião.

Comentários

Comentários