Autoridades debatem criação de colégio administrado pela Brigada Militar em Osório

Discussões em torno da possibilidade de instalação de uma unidade do Colégio Tiradentes da Brigada Militar em Osório foi a pauta de um encontro na tarde da quinta-feira (21/3) no Comando Regional de Polícia Ostensiva do Litoral (CRPO Litoral).

O prefeito de Osório, Eduardo Abrahão, foi recebido pelo comandante do CRPO Litoral, tenente-coronel Luiz Ernesto Duarte. Também estiveram presentes o coronel da reserva da Brigada Militar Renato Nunes Fraga, que comandou o 8º BPM e foi o fundador da Esfes/Osório; o comandante do 8º BPM, tenente-coronel Pedro Ricardo Maron Burgel; o vereador Ed Moraes, major da reserva da Corporação; o secretário de Desenvolvimento e Turismo, Rossano Teixeira; e o chefe da 1ª Seção do CRPO Litoral, major Vanderlei Tomazi.

Em outubro de 2018 a Câmara Municipal de Osório aprovou solicitação do vereador Ed Moraes dirigida ao Comando-Geral da Brigada Militar no sentido de motivar estudos de custos e estrutura necessária para a criação do Colégio Tiradentes na cidade.

Atento ao pleito, o Comando-Geral, por meio do CRPO Litoral, deu início às discussões para verificação da viabilidade de instalação do estabelecimento de ensino vinculado à Corporação.

Jussara Pelissoli

Colégio Tiradentes

O Colégio Tiradentes da Brigada Militar é a nomenclatura dada a uma série de colégios estaduais, criados e mantidos pela Brigada Militar do Rio Grande do Sul. Apesar de inicialmente existir apenas a sede em Porto Alegre, o colégio consiste atualmente em uma rede com unidades localizadas no interior do estado.

Comentários

Comentários