Bairro de Osório lidera focos de Aedes aegypti e preocupa autoridades

Desde o dia 06 de abril, a Vigilância Ambiental de Osório identificou e eliminou 16 novos focos do mosquito Aedes aegypti. Os bairros onde foram encontrados focos são: centro (3 focos), Sulbrasileiro (2 focos) e Glória (11 focos).

A maior preocupação é com os moradores do bairro Glória que não seguem as recomendações dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate a Endemias, segundo nota emitida pela Prefeitura Municipal.

Se eventualmente um mosquito fêmea entra no município por um caminhão, ou mesmo um veículo, ele não sobreviverá se não encontrar um recipiente com água para fazer sua postura.

É aí que entra a participação do morador. Não pode haver qualquer possibilidade de reprodução do mosquito Aedes aegypti.

Nos bairros citados, são muitos os recipientes destruídos ou eliminados pelos ACE. No entanto, ao retornar ao bairro, no novo ciclo de vistorias, encontramos outros recipientes que o morador recolocou no pátio. Desde pneu sem serventia até lixo, como lata ou saco plástico, segue a nota.

Muito cuidado com plantas que acumulam água, elas devem ser regadas com solução de hipoclorito.

Os moradores que tem piscina, devem tratar e movimentar a água de 3 em 3 dias.

A ESF Glória e a Vigilância Ambiental pedem o apoio da comunidade para eliminação de todos os recipientes que possam juntar água. Os que tenham algum uso, devem ser lavados e escovados para eliminar os ovos do mosquito e guardados abrigados da chuva.

Lembramos sempre que o Aedes aegypti é o transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya, finaliza o comunicado.

Comentários

Comentários