BM determina ação enérgica a comandos regionais contra bloqueio de estradas

Dani Barcellos/Palácio Piratini

Instituição da Segurança Pública mais demandada desde o início da greve dos caminhoneiros, a Brigada Militar (BM) traçou as próximas ações com os Comandos Regionais de Policiamento Ostensivo (CRPOs). Em videoconferência, realizada nesta quarta-feira (30), o comando-geral da corporação apresentou o planejamento elaborado para os próximos dias e determinou que a prioridade seja a desobstrução das rodovias que apresentem bloqueio para o tráfego de veículos leves e caminhões.

A orientação passada é de que os CRPOs intensifiquem as operações para garantir o reabastecimento das comunidades e a manutenção da ordem pública, sempre observando todos os protocolos de negociação. De acordo com o comandante-geral, coronel Mario Ikeda, a BM não irá tolerar manifestações em que ocorram atos de vandalismo, repressão ou violência. “Estamos em contato direto com as nossas regionais, seja por videoconferência, telefone ou por WhatsApp. Agiremos de forma enérgica, identificando e, se necessário, prendendo os responsáveis”, afirmou.

A escolta de caminhões para o abastecimento das cidades continuará ocorrendo, até que seja restabelecida a normalidade. Cada comandante regional deverá verificar as necessidades da sua área de abrangência e auxiliar no deslocamento das cargas para hospitais, transporte de medicamentos, abastecimento de postos de combustíveis, produtores que necessitem de ração para manutenção da vida de animais e comércio de alimentos.

Outro ponto destacado pelo comando-geral é a participação da BM nos comboios de trânsito livre coordenados pelo Exército Brasileiro (EB). Eles possuem três eixos no RS: BR-386, BR-285 e BR-290. A corporação irá prestar todo auxílio necessário para que as cargas cheguem aos seus destinos, no menor prazo possível.

Claiton Silva

Comentários

Comentários