Caso Tairone: Alexandre Abe é condenado a 22 anos de reclusão em regime fechado

A 1ª Vara do Júri de Porto Alegre deu início, na manhã desta quinta-feira (26), ao julgamento do réu acusado de assassinar o boxeador Tairone Luis Silveira da Silva, de 17 anos.

O ex-PM Alexandre Camargo Abe respondia por homicídio qualificado por motivo torpe e recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

O crime ocorreu em 2011, em Osório.

Após mais de 15 horas de julgamento, Abe foi condenado a 22 anos de reclusão em regime fechado.

A sentença  foi  proferida por volta  da 1h  desta sexta-feira (27).

O réu ainda poderá recorrer e permanece em liberdade.

O recurso já foi protocolado pela defesa.

Comentários

Comentários