Comércios são interditados em mais uma ação de segurança alimentar no Litoral Norte

Nesta quinta-feira (08), seis estabelecimentos foram fiscalizados durante operação da Força-Tarefa do Programa Segurança Alimentar nos municípios de Capão da Canoa e Xangri-Lá.

Na ação, dois locais foram totalmente interditados e um sofreu interdição parcial. No total, cerca de uma tonelada de alimentos impróprios ao consumo foi inutilizada.

Os estabelecimentos vistoriados em Capão da Canoa foram o Mercado Capão Novo, o Super da Praia, que sofreu interdição parcial. O Mercado Lessa foi totalmente interditado.

Em Xangri-Lá, foram inspecionados o Paulinho Peixaria, onde não havia nenhuma irregularidade, a Angus da Gruta Casa de Carnes e a JP Boutique de Carne, que acabou interditada.

Segundo o Ministério Público, os principais problemas foram alimentos fora da temperatura adequada, sem procedência, embalagens estragadas e com validade vencida – em alguns casos, há três anos. Frutas com insetos, diversos problemas de infraestrutura e falta de higiene também foram observados durante as vistorias.

Participaram da operação o coordenador do Grupo de Atuação especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco – Segurança Alimentar) Alcindo Luz Bastos da Silva Filho, o promotor de Justiça de Canoas Felipe Teixeira Neto, a promotora de Justiça de Santo Antônio da Patrulha Graziela da Rocha Vaughan Veleda, representantes da Delegacia do Consumidor da Polícia Civil, das Vigilâncias Sanitárias Municipais, Vigilância Sanitária Estadual, Secretaria Estadual de Agricultura, Patram e Procon.

MP RS

Comentários

Comentários