Corsan desativa estação de bombeamento na Lagoa dos Barros

Situação da água em Osório
Situação da água em Osório

Autoridades competentes dos municípios de Osório e Santo Antônio da Patrulha, estão investigando alterações apresentadas nas águas da lagoa dos Barros nos últimos dias.

A coloração da água com um aspecto gelatinoso chama a atenção e preocupa os frequentadores do local.

Após as prefeituras dos dois municípios se manifestarem, a Corsan que a opera a a Estação de Tratamento de Efluentes (ETE), também publicou nota, negando ter qualquer responsabilidade com o problema e anunciou medidas.

Veja abaixo na íntegra.

“Após reunião realizada na sexta-feira (13) entre representantes da Sema e suas duas vinculadas – Corsan e Fepam – e o Ministério Publico Estadual sobre o episódio da coloração esverdeada na Lagoa dos Barros, a Companhia já iniciou a realização das ações acordadas.

Em que pese a Corsan não ter responsabilidade sobre o evento, o qual não foi causado pelo lançamento de efluentes tratados oriundos da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Osório, a Corsan adotará todas as medidas para colaborar com o caso.

Os primeiros resultados concluíram que o problema foi ocasionado por múltiplos fatores, intensificado pela condição climática com intensa restrição hídrica decorrentes também da estiagem e altas temperaturas.

A Companhia já reduziu a emissão de efluentes na Lagoa dos Barros, desativou uma estação de bombeamento de esgoto e está transportando o esgoto que chega nela com caminhão para outra ETE.

Ficou definido também que a Corsan encaminhará ao MP na próxima semana relatório técnico sobre o assunto, salientando que a Companhia monitora a Lagoa dos Barros há mais de 10 anos e sua ETE desde a entrada em operação no fim de 2018″.

Comentários

Comentários