Destruidores de heróis – Nilton Moreira

Depois que inventaram o controle remoto fica difícil colocar em um canal e ali ficarmos atrelados, principalmente nos intervalos dos programas damos uma espiadinha na programação que está rolando em outras emissoras.

Foi numa “sapiada” dessas que me deparei com uma entrevista ao vivo, num desses canais de televisão, com uma personalidade que atualmente conta com 87 anos de idade chamada Ozires Silva. Os mais jovens não sabem de quem se trata, mas é engenheiro aeronáutico, Major da Força Aérea Brasileira. Foi ministro da Infraestrutura das Comunicações do Brasil nos idos dos anos 70 e presidente e co-fundador da Embraer. Ozires também foi um dos brasileiros que avistou óvnis, isto em maio de 1986, fato muito comentado na época.

Mas ao longo da entrevista comentou o motivo pelo qual o Brasil não tem nenhum Prêmio Nobel. Disse ele que estava em um jantar com personalidades em Estocolmo, onde estavam também três membros do comitê que indicavam candidatos, e apos perguntar o motivo de não ganhar o Brasil nenhum premio até agora, embora tenha tido várias indicações, um dos membros do comitê disse que nós brasileiros somos destruidores de heróis, pois não valorizamos devidamente nossos talentos.

É interessante esta colocação, pois que efetivamente notamos que o brasileiro tem por abito sempre procurar menosprezar as pessoas que se destacam no cenário Nacional. Infelizmente procuramos ver o lado negativo delas ao invés de darmos maior publicidade ao lado bom que possuem.

Isso é perfeitamente notado. É só pensarmos um pouquinho e vamos ver que no lugar de exaltarmos, por exemplo, o nosso maior jogador de futebol da atualidade, preferimos expô-lo nas redes sociais como um cai-cai. Procuramos menosprezar toda a classe política em razão de existirem maus políticos, fazendo campanha para que não votemos. Damos preferência em elogiar personalidades de outros países, não valorizando o que é nosso. Existem pessoas inclusive que dizem que se pudessem iriam viver no exterior.

Enquanto não atentarmos para uma evolução moral, nos moldes de que o Mestre Jesus nos aconselhou, enfrentaremos muitas dificuldades, isso em razão do retorno das energias negativas que emanamos quando fazemos comentários desprestigiosos.

Ainda não nos convencemos de que pensamento é energia e que vai chegar a onde o endereçamos, mas que também vamos receber de volta na mesma proporção ou pior, em razão de uma lei muito antiga chamada ação e reação.

Procuremos mudar a maneira de avaliarmos os valores individuais e das pessoas que nos cercam, e certamente seremos mais exitosos coletivamente.

Paz amigos.

Comentários

Comentários