Dia 20 de Novembro, dia da Consciência Negra- Por Suely Braga

FOTOS-PARA-FACE-5-172x3001A consciência Negra representa a luta dos negros contra a discriminação racial. É reflexão sobre a posição dos negros na sociedade, diante de um longo período de preconceito, sofrido pelas gerações que sucederam a época da opressão. No Brasil o dia 20 de novembro foi instituído como o “Dia da Consciência Negra”, em homenagem a data da morte do líder negro “Zumbi”, que lutou contra a escravidão no Brasil.

Zumbi nasceu em um Quilombo (aldeia onde se refugiavam os escravos fugitivos), lutou até a morte para defender seu povo contra a escravidão, do período colonial no Brasil. Da escravidão Zumbi só conhecia as terríveis histórias que os mais velhos contavam, lembrando a morte no porão dos navios, a escuridão das senzalas, o trabalho escravo e os castigos sofridos.

O Quilombo dos Palmares era uma longa faixa de terra de 200 quilômetros de largura, paralela à costa, situada entre o cabo Santo Agostinho, em Pernambuco e a parte norte do curso superior do Rio São Francisco, hoje no estado de Alagoas.

A existência do quilombo estimulava a fuga dos escravos e os combates entre escravos e colonos eram constantes. De simples escravos fugidos, Palmares tranformou-se num centro de resistência contra todo o sistema escravocrata.

Depois de tres anos de lutas, no dia 20 de novembro de 1695, o líder Zumbi foi degolado e sua cabeça levada para exposição em Recife.

As diversas nações africanas não se conheciam como negros e sim como Banto, Haúça, Naim. Fulas, Dkanembu, etc. Os primeiros africanos trazidos para o Brasil como escravos aqui chegaram em 1532.

A abolição do tráfico negreiro deu-se em 1850, pela Lei Faustino Eusébio de Queiroz.

Após a abolição formal da escravidão no dia 13 de maio de 1888, a busca de liberdade dos negros jamais cessou. O sentimento de discriminação sentido por todos os lados tornou o negro excluído da sociedade, marginalizado no mercado de trabalho. Até os dias de hoje esta discriminação não acabou. No mercado de trabalho os negros tanto homens como mulheres ganham menos, para executarem o mesmo trabalho que os brancos executam As estatísitcas mostram que um grande número de negros morre todos os dias em nosso país. Entre os adolescentes que estão nas Fases, privados da liberdade, em sua maioria são negros. A população carcerária tem predominância de negros e pobres. O preconceito racial, embora exista a lei que considera crime inafiançável o preconceito racial, este preconceito continua nas escolas, nos locais de trabalho, em todos os lugares. Sendo que é maior entre as mulheres negras, que sofrem com o preconceito racial e ação criminal.

O Brasil está sofrendo uma crise de xenofobia discriminando não só os negros, mas gays, transsexuais, religões e partidos políticos como o PT.

A população brasileira constitui-se de 53% de negros.

Somente a região sul que foi colonizada por portugueses, italianos e alemães encontra-se menos negros.

“Dia “20 de novembro” o dia da morte de Zumbi dos Palmares” foi instituído em 2011, e é hoje comemorado em todo o país, o Dia Nacional da Consciência Negra.

No dia 9 de janeiro de 2003, a Lei Federal 10.639 instituiu o “Dia Nacional da Consciência Negra, no calendário escolar. O ensino da cultura afro-brasileira passou a fazer parte do currículo das escolas em todo o país.

Durante esta semana da Consciência Negra em todos os estados, cidades e escolas houve variadas atividades para comemorar a Semana da Consciência Negra.

Houve a marcha das Mulheres Negras até o Congresso e o Palácio do Governo exigindo seus direitos.

Suely Braga

suelybraga9@gmail.com

Comentários

Comentários