Escutar, discernir e viver – Dom Jaime Pedro Kohl

O 4º Domingo do tempo pascal, conhecido como do Bom Pastor, pois meditamos Jo 10, 11-18, onde Jesus se apresenta como tal. Há 55 anos, a Igreja celebra nessa ocasião o Dia Mundial de Oração pelas Vocações. Nessa data o papa todos os anos escreve uma mensagem. A deste ano tem como tema: “Escutar, discernir e vivero chamado do Senhor”.

Para o papa “nesses tempos agitados, Deus não cessa de vir ao nosso encontro, caminha conosco pelas estradas poeirentas e continua chamando-nos à alegria. Na diversidade e especificidade de cada vocação, trata-se de escutar, discernir e viver a Palavra que chama a fazer render os talentos, colaborando assim com a salvação do mundo e orientando-nos para a plenitude da felicidade.”.

O esquema dos três passos se deu no discernimento do próprio Jesus: depois de 40 dias no deserto, vai à sinagoga de Nazaré, escuta a profecia, discerne e assume a missão confiada pelo Pai.

Escutar

O papa lembra que: a chamada do Senhor não possui a evidência própria de uma das muitas coisas que podemos ouvir, ver ou tocar na nossa experiência diária. Deus vem de forma silenciosa e discreta, sem se impor à nossa liberdade. Pode acontecer que a sua voz fique sufocada pelas muitas inquietações que ocupam nossa mente e coração. Precisa preparar-se para uma escuta profunda da sua Palavra e da vida, prestar atenção aos próprios detalhes do dia-a-dia, aprender a ler os acontecimentos com os olhos da fé e manter-se aberto às surpresas do Espírito.

Discernir

Como Jesus fez na sinagoga de Nazaré, cada um pode descobrir a sua própria vocação através do discernimento espiritual, um processo pelo qual a pessoa, em diálogo com o Senhor e na escuta da voz do Espírito, chega a fazer as opções fundamentais, a começar pela do seu estado de vida.

Comentários

Comentários