Eu aprendi – Dom Jaime Pedro Kohl

Quem tem um mínimo de bom senso e consciência de seus dons e limites, não é difícil reconhecer que não sabe tudo, que a cada dia que passa vai juntando um pouco de saber, mas sobre tudo,aquelas atitudes amadurecidas nas vivências humanas, espirituais, afetivas que vão qualificando nossa existência.

Enquanto temos vida, até o último suspiro, estamos sempre aprendendo. A mensagem que segue, do grande escritor russo Shakespeare, nos ensina muitas coisas importantes e concretas para o nosso cotidiano.

“Eu aprendi que a melhor sala de aula do mundo está aos pés de uma pessoa mais velha.

Eu aprendi que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer.

Eu aprendi que ter uma criança adormecida em meus braços é um dos momentos mais pacíficos do mundo.

Eu aprendi que só se deve dar conselho em duas ocasiões: quando é pedido ou quando é caso de vida ou morte.

Eu aprendi que eu sempre posso rezar por alguém, quando não posso ajudá-lo de alguma forma.

Eu aprendi que não importa quanta seriedade a vida exige de você, cada um de nós precisa de um amigo brincalhão, para se divertir junto.

Eu aprendi que dinheiro não compra ‘classe’.

Eu aprendi que são os pequenos acontecimentos diários que tornam a vida espetacular.

Eu aprendi que debaixo da “casca grossa”, existe uma pessoa que deseja ser apreciada e amada, mas não sabe se manifestar.

Eu aprendi que se a Natureza não fez tudo num só dia, por que eu devo fazer tudo num dia?

Eu aprendi que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa.

Eu aprendi que gostaria de ter dito a minha mãe que eu a amava, uma vez mais antes dela morrer.

Eu aprendi que as oportunidades nunca são perdidas, alguém vai aproveitar as que você perder.

Eu aprendi que um sorriso é a maneira mais barata de melhorar a aparência.

Eu aprendi que quando você planeja se nivelar a alguém, apenas está permitindo que essa pessoa continue a magoar você.”

Certamente,cada um de nós poderia acrescentar algo na lista de aprendizados. As ponderações deste homem sábio podem nos ajudar a dar um novo sabor à vida, a acolher os acontecimentos grandes e pequenos do nosso vai-e-vem com simplicidade e tirar deles lições práticas, gerando atitudes humanitáriase sentimentos consoladores.

Aprender com a vida a viver a vida! A vida é um eterno aprender. Feliz aquele que consegue entender isso e nunca se coloca como dono absoluto da verdade. Alguém já dizia: “Sábio é aquele que sabe que nada sabe”.

Dom Jaime Pedro Kohl – Bispo de Osório

Para refletir:

1. O que essa mensagem de Shakespeare me ensina? Que sentimentos suscita em mim?

2. Se comparar a minha vida – jeito de ser, de pensar e de fazer – com essas dicas, o que deveria mudar na minha vida, para ser mais bonita e mais feliz?

Texto Bíblico: Sab 7, 1-14

Comentários

Comentários