Falar de amor, falar de vida, as vezes pode doer – Débora Fernanda Makewitz

Falar de amor, falar de vida, as vezes pode doer, nem sempre a vida segue o curso que desejamos... Olhamos para trás e percebemos: Que grande caminho percorremos!

Como esse caminho foi dolorido, algumas vezes cheio de espinhos, períodos de dores, outros de isolamento, mas há aqueles alegres e esses sim fazem toda a vida valer a pena.

As vezes pensamos que não vamos conseguir dar nenhum passo a mais, então somos surpreendidos por uma flor no caminho, ou uma fonte de água fresca, que alivia nosso sofrimento e nos faz prosseguir, as vezes encontramos amigos parados no meio do caminho e lhes emprestamos força para prosseguir.

Mas toda vez que nos cansamos ainda temos mais uma alternativa, mesmo depois da chuva, quando o caminhos está cheio de lodo, lama, que se grudam em nós, e tornam nossos passos pesados, ainda assim, podemos olhar para o alto e saber que além das nuvens, o sol continua brilhando, e logo toda escuridão dará lugar á sua luz, mas quando estiveram pesados de mais e nem sequer levantar a cabeça conseguimos, ainda há o que fazer, podemos fechar nossos olhos, fechar os olhos para tudo ao nosso redor e apenas crer que existe alguém maior no comando de tudo, e que ainda que eu não entenda as coisas naquele momento, Ele fará com que todo o meu caminho me leve a um destino bom, posso acreditar que mesmo no mais profundo isolamento no meu caminho, Sua presença pode ser sentida dentro de mim!

Comentários

Comentários