Golpe que oferece consulta do FGTS pelo WhatsApp já fez mais de 100 mil vítimas

Criminosos estão utilizando a notícia do  saque das contas ativas e inativas do FGTS  para aplicar  golpes  por meio de um  link falso para consulta ao fundo  que promete o saque do suposto benefício.

O laboratório especializado em segurança digital da PSafe identificou que o ataque já afetou mais de 100 mil pessoas que receberam, acessaram ou compartilharam o link malicioso em apenas dois dias.

Por hora, são registrados, pelo menos, 2.083 novos acessos à fraude.

Ao clicar no link do golpe disseminado pelo WhatsApp, o usuário é incentivado a responder uma breve pesquisa, que inclui perguntas como “Deseja sacar todo seu FGTS ou parcial?” e “Você sacou algum valor do FGTS nos últimos 3 meses?”.

Independentemente das respostas, ele é encaminhado a uma nova página para compartilhar o link do ataque com mais 10 amigos do WhatsApp e liberar o suposto saque de sua conta.

Segundo Emilio Simoni, diretor do laboratório, o objetivo do golpe é induzir o usuário a conceder permissão para receber futuras notificações com outros golpes diretamente no celular, abrindo um canal direto de comunicação entre o cibercriminoso e a vítima.

Comentários

Comentários