Grávida, professora morre após passar mal em Osório

Josiane Barros de Moraes

Morreu a técnica agrícola e professora Josiane Ribeiro de Moraes, de 40 anos, moradora de Osório.

O caso ocorreu nesta quinta-feira (07), no Hospital São Vicente de Paulo. Ela teria ido realizar uma consulta, teve convulsão, seguido de parada cardíaca, não resistindo.

O parto foi realizado e o bebê salvo. Ele passa bem.

Inb Telecom

O Litoralmania entrou em contato com o gestor presidente da instituição, Milton Dias Junior, que explicou o que teria ocorrido.

“Esta gestante foi a óbito por causa não conhecida, no momento em que estava na recepção teve uma convulsão e logo após uma parada cardíaca. Por ter evoluído a óbito e por ser gestante foi realizado um procedimento obstétrico a fim de salvar o bebê. Não existe nenhuma relação do óbito ao procedimento obstétrico”, afirmou Milton.

O velório de Josiane ocorre na Capela São José do bairro Porto Lacustre, localizada na Avenida Brasil. Seu sepultamento está programado para às 10h desta sexta-feira (08), no cemitério Nossa Senhora da Conceição.

Em Novembro de 2018, uma outra gestante morreu na casa de saúde por complicações no parto. A família acusa o hospital de negligência e abriu um processo.

Portela Serviços Funerários

No caso de hoje, um familiar se manifestou nas redes sociais e eximiu a instituição de qualquer culpa.

“Gostaria de esclarecer que em nenhum momento foi culpa, erro ou falta de atendimento da equipe ou do hospital. Nós, família da Josiane Moraes, agradecemos demais todo esforço dessa equipe que trabalhou de corpo e alma. Não há palavras pra agradecer total dedicação que a equipe teve. Família e amigos de luto, forças pra todos nós diante dessa enorme perda!”

Rústica móveis e Decoração
Store Tecnologia

Comentários

Comentários