Mais estabelecimentos são interditados após nova ação da FT Segurança Alimentar

Agentes da Força-Tarefa do Programa Segurança Alimentar vistoriaram nesta quarta-feira, 12, quatro estabelecimentos em Torres. Cerca de 700 quilos de alimentos impróprios para o consumo foram recolhidos e inutilizados durante a ação.

Foi cumprido mandado de busca e apreensão em uma peixaria clandestina que funcionava numa residência. A proprietária foi presa em flagrante por crime contra as relações de consumo. No local, foram localizados cerca de 350 quilos de pescado sem procedência.

Segundo o Ministério Público, o Mercado Colonial, também fiscalizado, foi totalmente interditado por problemas de higiene e grande quantidade de fezes de roedores. Embalagens roídas também foram identificadas.

Também foram inspecionados a Padaria do Laurinho, que teve o deposito interditado por questões de higiene, e o Mercado e Açougue LR, que foi autuado por vender alimentos vencidos e carnes fora de temperatura, além de aipim congelado sem procedência.

Participaram da operação os coordenadores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco – Segurança Alimentar), Alcindo Luz Bastos da Silva Filho e Mauro Rockenbach, o promotor de Justiça de Torres Márcio Roberto Silva de Carvalho, representantes da Vigilância Sanitária Estadual, da Vigilância Sanitária Municipal de Torres, Secretaria Estadual da Agricultura, Procon Estadual, Decon e Patran.

MP RS

Comentários

Comentários