Depois de analisar recursos apresentados por municípios e associações, o Gabinete de Crise do governo do Estado decidiu não reverter a bandeira vermelha do Litoral, o que determina protocolos mais restritivos às atividades econômicas.

INB Telecom

Uma novidade anunciada pelo governador durante a transmissão foi a possibilidade de que municípios sob bandeira vermelha sem registro de hospitalização e óbito por Covid-19 nos últimos 14 dias poderão adotar, por meio de regulamento próprio, protocolos para as atividades previstos na bandeira laranja, desde que mantenham atualizados os respectivos sistemas de informações.

Na sétima rodada, do total de 81 municípios que compõem as quatro regiões sob bandeira vermelha, há 37 sem registro de hospitalizações e óbitos por Covid-19 nos últimos 14 dias. Nesses locais, caso os prefeitos queiram, poderão adotar medidas estabelecidas na bandeira laranja.

Feira dos Retalhos

No Litoral existem 12 cidades. São elas: Arroio do Sal, Balneário Pinhal, Capivari do Sul, Dom Pedro de Alcantara, Itati, Mapituba, Morrinhos do Sul, Mostardas, Palmares do Sul, Tavares, Três Forquilhas e Xangri-Lá.

Além disso, os demais municípios com classificação vermelha poderão adotar protocolos próprios para setores pré-determinados: administração pública, transporte coletivo urbano; e bancos e lotéricas.

Marthay
Luana Pacheco - Terapeuta holística 12_09

“Conversamos com os municípios e analisamos que alguns protocolos na bandeira vermelha poderiam ser resolvidos em âmbito municipal, conforme a prefeitura achar mais pertinente e fácil de fiscalizar, conforme a realidade local. O governo confia nos prefeitos, afinal, eles foram eleitos pela população, e acreditamos que terão responsabilidade para com os habitantes”, afirmou Leite.

Também foram adotados novos protocolos de operação para missas e cultos; academias e clubes esportivos; serviços de higiene pessoal (cabeleireiro e barbearia); e serviços de contabilidade e indústrias. Os detalhes serão divulgados em decreto a ser publicado no Diário Oficial do Estado.

Chile Pneus

Comentários

Comentários