MetSul explica sobre um possível ciclone no Litoral Gaúcho e a “viralização do medo”

A MetSul, principal empresa privada de Meteorologia do Sul do Brasil, emitiu nota sobre um possível ciclone no Litoral Gaúcho e a “viralização do medo”.

Veja abaixo na íntegra.

“A VIRALIZAÇĀO DO MEDO

Não só na política, e as eleições estão aí para mostrar como a sociedade está no meio de um fogo cruzado de afirmações falsas, o medo viraliza. Também na Meteorologia e tudo mais.

Há três dias circula um vídeo de autor desconhecido, supostamente um surfista catarinense, a respeito de um ciclone incomum e arrasador no fim de semana. No vídeo anuncia-se vento com velocidades absurdamente altas para parte do Sul do Brasil.

O vídeo baseia-se exclusivamente numa rodada de um único modelo, o Europeu, do começo da semana. São duas rodadas diárias deste modelo, logo catorze numa semana. Outros modelos, e são muitos, chegam a ter quatro saídas diárias.

Nenhum meteorologista do mundo faz previsão de um fenômeno extremo olhando apenas uma única rodada de um único modelo. Além de preguiça e negligência seria irresponsável. Meteorologistas atentam para todo um conjunto de dados e observam se aquele modelo que apresentou o cenário extremo persiste ou não no indicativo, até porque sabem que não raro modelos numéricos podem ter uma saída muito extremada que desvia da curva de tendência e se corrige nas rodadas seguintes.

E não persistiu. E se corrigiu. As duas imagens neste post mostram a projeção de vento para sábado do modelo europeu de dois dias atrás e da madrugada desta quinta. Tome-se Porto Alegre, por exemplo. Há dois dias indicava vento de 75 nós (140 km/h). Hoje projeta 43 nós (80 km/h). E há modelos que indicam vento menos forte que o europeu, casos do americano GFS e do global Canadense.

Vai ventar no fim de semana? Sim! Haverá rajadas fortes e/ou intensas em áreas próximas da costa? Muito provável! Será algo que fugirá muito ao normal de ciclones extratropicais que ocorrem várias vezes todos os anos? Improvável pelos dados de hoje.

Isso é o que se sabe! Meteorologia não difere de qualquer outra especialização profissional. É tema técnico! Video de quem está preocupado com as altas ondas que vai pegar no swell não se presta como informação para a sociedade.

Aos surfistas, boas ondas. Aos meteorologistas, o que lhes compete fazer: prever o tempo”.

MetSul

Comentários

Comentários