O empresário Juliano Lima fala sobre o setor imobiliário em Osório: veja entrevista

14569603_1105005376249531_2058094274_n1 - O mercado imobiliário é um dos setores que mais se desenvolveu nos últimos anos. Diante desse cenário, é preciso se manter atualizado e atuante para não ficar para trás?

O cenário imobiliário desenvolveu-se de forma positiva nos últimos anos aqui em Osório, e o setor imobiliário, de forma geral, chegou ao seu ápice nos últimos anos. Todo esse crescimento trouxe uma nova leva de profissionais atuando nas intermediações imobiliárias. Realmente os profissionais que se capacitaram e almejaram o ramo imobiliário, obtiveram sucesso rapidamente.

2 - Neste mercado aparentemente não há horário nem dia para fechar algum negócio. Quantas horas você trabalha por dia e quantos dias da semana?

A atividade de corretor de imóveis exige uma agenda organizada, mescladas por muitas visitas a imóveis e clientes, tornando escassos nossos horários livres. Diante disso, a rotina do corretor pode ultrapassar uma carga horária normal de trabalho, chegando muitas vezes às 12 horas diárias.

Na Lima e Lucas trabalhamos normalmente de segundas a sábados, e aos domingos e feriados por agendamento. É uma rotina difícil, porém, muito gratificante.

3 - Quais são os maiores desafios de uma venda de imóvel?

O mercado concorrido fez com que os corretores tivessem que se adaptar aos novos tempos, e nossa rotina exige muito mais que algumas simples ligações. Hoje para alcançar um desempenho de sucesso, o corretor tem que estar atualizado e preparado, pois a oportunidade de algum negócio pode surgir até na conversa da roda de amigos na hora do cafezinho.

A venda de um imóvel necessita, além de conhecimento na parte documental, agilidade no fechamento da negociação, elaboração de contratos, conhecimento dos produtos disponíveis no mercado, mas principalmente uma boa leitura das necessidades dos clientes. Uma boa conversa no primeiro encontro é crucial para traçar o perfil do imóvel desejado pelo cliente.

A busca de um imóvel pode levar dias, e até meses, e o desafio de uma boa negociação é saber equilibrar todas as informações adquiridas (perfil do cliente, condições de pagamento e informações dos imóveis) para a efetivação de um bom negocio, aliado ao tratamento transparente para ambas as partes da negociação.

Muitos dos clientes que nos procuram, estão concretizando o sonho da casa própria, e quando atingimos este objetivo, é sensacional. Quando o trabalho é bem realizado, a fidelização torna-se inevitável, e a satisfação do cliente é a principal vitamina para o corretor de imóveis.

4 - Como você encara o fato de intermediar dois tipos de clientes: proprietário e comprador?

Toda intermediação imobiliária passa crucialmente pelo alinhamento de interesses, e a negociação efetuada pelo corretor entre comprador e vendedor é um desafio. As diversas situações enfrentadas nas negociações que pude atuar capacitaram a mim e minha equipe, a traçar uma mediação transparente, ofertando uma negociação justa para ambas as partes.

O aspecto mais importante de uma venda é adquirir a confiança das partes (comprador e vendedor), e demonstrar durante as negociações que o trabalho do corretor esta amparado em todos os aspectos legais, culminando na transparência do negócio. Desta forma, comprador e vendedor terão a noção que nosso trabalho esta seguindo todos os requisitos básicos de um bom negócio, com transparência, ética e principalmente confiança. Um conselho que posso deixar aos leitores do Litoralmania, é de que exijam que os corretores de imóveis que estejam lhe ofertando algum imóvel, seja credenciado no CRECI RS, (órgão que regulamente a classe de corretores) e que estes apresentem as suas credenciais.

Neste ramo, temos muitos aventureiros que se passam por corretores, mas que não estão regularmente inscritos no conselho regional de corretores de imóveis. (maiores informações sobre a regularidade dos corretores – 051 3661 4585 ou pelo site www.creci-rs.gov.br)

5 – Em função da alta valorização dos imóveis em Osório, e crise econômica, o mercado de aluguel poderá expandir-se nos próximos anos?

Com a atual crise econômica que nosso país atravessa, o setor de locações alcançou um período de alta, e o principal motivo foi à escassez de recursos nos bancos. Este fato fez com que as pessoas optassem pela locação do imóvel, e aqui em Osório a demanda ultrapassou a oferta.

A tendência para os próximos anos deve continuar positiva, e a boa notícia é que em 2016 pudemos equilibrar a oferta da procura.

6 - Você, juntamente com seu sócio inovaram na cidade, e a Lima e Lucas rapidamente teve um grande destaque no setor. Vocês por serem jovens, passaram por algum tipo de dificuldade?

Nossa empresa iniciou as atividades em janeiro de 2013, e naquela ocasião, iniciamos uma trajetória sabendo que teríamos muito trabalho e aprendizado. Após alguns meses de trabalho, nossa sintonia só aumentou, e diante do aquecimento do setor imobiliário, tivemos a certeza que tínhamos que mudar nossa estrutura para melhorar nosso atendimento.

Em maio de 2015 mudamos para nosso atual endereço, localizado na Rua Júlio de Castilhos, nº 991, passando a atender também os setores de locações e condomínios.

Como todo novo empreendimento, encontramos dificuldades sim, e a principal delas foi à falta de conhecimento do nosso trabalho, algo natural para toda empresa iniciante.

Com o passar dos anos, e o reconhecimento de nossos clientes, a Lima e Lucas Administradora de imóveis vem se consolidando na cidade e hoje temos a certeza de que optamos pelo melhor caminho, apesar das dificuldades diárias, e atravessando um período de crise, nossos números comprovam que Osório ainda tem um enorme potencial a ser explorado no setor imobiliário.

7 - Com a popularização da internet, o consumidor se tornou mais ativo? Já chega com muitas informações do que quer?

A internet com certeza acirrou ainda mais o mercado imobiliário, o que facilitou a procura por imóveis, e a imobiliária que mantiver um site bem atualizado, leva ligeira vantagem nos atendimentos.

Temos a ciência de que através da internet, os clientes fazem uma vasta pesquisa de produtos, e já chegam à imobiliária com suas dúvidas e opções bem definidas.

8 - Os valores de mercado praticados na cidade de Osório você considera justos? Tem muita diferença em relação a outros municípios da região?

A relação dos preços praticados e os produtos ofertados atingiram um ápice inimaginável em Osório, e o principal motivo foi à transformação que nossa cidade passou nos últimos anos. Hoje ofertamos qualidade de vida, e isso com toda certeza, tem  um preço.

Felizmente nossa estrutura é superior a qualquer outra cidade do Litoral Norte Gaúcho, e ocupamos o quarto lugar no RS em qualidade de vida dentre as cidades com até 50 mil habitantes, segundo uma pesquisa realizada pela Revista Isto é.

Além disso, a posição geográfica e a proximidade da capital gaúcha faz de Osório uma cidade valorizada, pois passamos a acolher famílias oriundas da capital, que trabalham em Porto Alegre, e optam por morar aqui.

Outro fator positivo, e que chama a atenção também é a faculdade que oferece diversos cursos superiores, trazendo milhares de estudantes para o nosso município, o que acrescenta ainda mais procura por imóveis. Acreditamos que todos estes aspectos positivos, atraem ainda mais a atenção para nossa cidade, o que por consequência, elevam os valores dos imóveis.

Realmente todos os fatores mencionados aqui, nos diferenciam das demais cidades da região, tanto pelo preço praticado nos imóveis disponíveis para locação, como para venda.

9 - Após a crise que o país passou nos últimos meses, aparentemente a economia inicia uma recuperação. Você também vê por este lado?

A instabilidade política desencadeou uma grave crise econômica em nosso país, afetando todos os seguimentos da indústria e comércio. Após um período de incerteza, já obtivemos alguns reflexos positivos em alguns setores da nossa economia, e o setor imobiliário, que é um termômetro para a economia, já respira com certo alivio, pois o governo acenou com um investimento nas linhas de créditos de financiamento imobiliário, o que certamente voltará a aquecer a venda de imóveis, desafogando os estoques das construtoras.

Ao analisar este movimento, tenho convicção que tudo se encaminha para uma recuperação da nossa economia, e teremos dias melhores sim.

Embora o período de crise tenha atingido todos os segmentos, nós obtivemos resultados animadores em todos os setores de nossa imobiliária, com crescimento substancial nas locações, vendas e condomínios.

10 - Além da Lima e Lucas, você também é proprietário do Álibi Motel, localizado às margens da Estrada do Mar. Como mesclar as duas atividades?

O Álibi Motel esta sob minha direção desde dezembro de 2013, e o desafio também é muito grande. O investimento vem sendo constante, e a cada ano que passa, os clientes podem notar as melhorias. Mesclar as duas atividades realmente é muito difícil, e hoje, graças a uma estrutura administrativa, posso exercer as duas funções com mais tranquilidade.

11 - Com tantas responsabilidades, como administrar vida pessoal e trabalho?

Depois de certo tempo você aprende a lidar com a rotina, e dividir a parte profissional da parte pessoal é mais tranquilo. Embora nossa rotina de trabalho seja desgastante, sempre sobra um tempo para o lazer.

O importante é ter momentos que tu possas te desligar um pouco da rotina, e recarregar as energias. Viajar ajuda muito neste processo. Sou grato por tantas responsabilidades, e por crescer a cada dia mais. O contato com diversas pessoas, te traz crescimento pessoal, e constante aprendizado.

12 - Deixe um recado final.

Primeiramente quero agradecer a oportunidade de expor um pouco do meu conhecimento nesta entrevista, e em nome da Lima e Lucas pontuar algumas questões de extrema valia para nossos clientes.

Há tempos que venho acompanhando este espaço que o Litoralmania dedica para que alguns empresários e leitores falem um pouco dos seus empreendimentos e vida pessoal. A história de cada um deles é um incentivo para que eu possa alcançar meus objetivos, e por isso, faço questão de deixar registrado algumas palavras para os leitores.

Hoje tenho 34 anos de idade e tenho algumas boas experiências de vida. Sou nascido e criado em Osório e vivenciei o crescimento profissional e pessoal de muitos amigos. Alguns conhecidos foram estudar fora da cidade, e tiveram a sua formação acadêmica em excelentes universidades federais, os capacitando para trabalhar em qualquer grande empresa do país.

Eu optei por continuar aqui, e abraçar um projeto de vida da minha família, e durante 12 anos me dediquei ao ramo hoteleiro. Foram anos de aprendizado e que me deram a oportunidade de me capacitar. Fiz muitos cursos, congressos, seminários e participei de alguns grupos associativos, o que me deram a certeza que o estudo e o conhecimento seriam cruciais para o meu crescimento profissional.

No ano de 2008/2 iniciei o curso de Bacharel em Direito na Facos, concluindo a graduação em 2014/2. Durante o curso tive a oportunidade de conhecer diversos corretores de imóveis e seus métodos de trabalho, o que foi muito importante, me auxiliando a analisar os prós e os contras desta profissão.

Em janeiro de 2013 fui convidado pelo meu sócio a iniciar as atividades na como corretor de imóveis, e então nasceu a Lima e Lucas. Nós tínhamos apenas uma estratégia. Trabalhar muito!

Diante dessa nova oportunidade no ramo imobiliário, pude colocar em prática todo o conhecimento adquirido durante estes meus 34 anos. Foram noites de estudos, aulas e mais aulas, e as oportunidades que surgiram aproveitei uma a uma. Com respeito e olhos de aprendiz, pude levar diversas experiências para casa, e pude utilizar-me de cada uma delas para seguir adiante e hoje realizar um sonho de trabalhar na profissão que me realiza.

O recado que deixo através deste espaço, é que por mais difíceis que sejam os caminhos, sempre dedique um tempo aos estudos e nunca desanime pelos “nãos” recebidos.

Agradeço aos meus pais pelas oportunidades que me foram proporcionadas e que me oportunizaram crescimento. Um agradecimento especial também aos nossos clientes que nos oportunizam diariamente experiências fantásticas, e nos fazem acreditar ainda mais em nosso trabalho.

Gostaria de dividir com vocês também uma frase que gosto bastante.

“Que os vossos esforços desafiem as impossibilidades, lembrai-vos de que as grandes coisas do homem foram conquistadas do que parecia impossível.” – Charles Chaplin

Um abraço e até uma próxima oportunidade!

Juliano Lima – CRECI 44.730

Contato: 051 93290698 julianoslima@gmail.com

Comentários

Comentários