O tempo – Silma Terra

COLUNA COTIDIANO

O TEMPO

“O tempo perguntou pro tempo quanto tempo o tempo tem. O tempo respondeu pro tempo que o tempo tem tanto tempo quanto o tempo o tempo tem”

Este trava línguas faz parte de muitas parlendas, principalmente da nossa infância,  apesar que até os adultos, se divertem com essa brincadeira com as palavras.

Falamos sempre no tempo, ou mesmo na falta dele. Sempre.

Mas o que é o tempo? Nos últimos dias só se fala em termos tempo. Mas o  que é o tempo e o que ele significa para nós? Como se faz ou se deixa de fazer, ou melhor, se constrói uma rotina?

O tempo determina a nossa rotina.  O tempo é controlado pelos segundos, minutos, horas, dias, semanas, meses, anos, décadas e séculos. Os momentos que determinam a duração dos fatos que determinam os momentos, passado, futuro e o agora. O tempo determina as estações do ano, o tempo clima, previsão do tempo, faz sol, faz chuva.

Até a música tem o seu tempo. Certa vez, assistindo uma aula de música na Escola Brigadeiro no Bairro Campeche, em Florianópolis, – onde fiz estágio obrigatório na biblioteca – comecei a cantar com as crianças. O professor parou e pediu para que eu cantasse sozinha. Respirei e comecei a cantar a única música que sei a letra: Amor Perfeito do Roberto Carlos. Entreguei-me para a melodia. Quando acabei, recebi elogios do professor: Você canta muito bem, você tem o tempo da música. Assim descobri que tem o tempo até na música.

Vamos matar o tempo? Eu tenho tempo. Não posso perder tempo. Ahhh no meu tempo as coisas não eram assim. Por favor me dê um tempo. Sim, darei um tempo.

Quanto tempo de percurso? Tempo de trabalho.

As expressões populares, “no tempo do arari de gancho”, coisa antiga, antiquada.

O tempo que vem do latim Tempus é uma grandeza cuja unidade básica é o segundo, que permite ordenar os sucessos em sequências, estabelecendo assim um passado, um presente e um futuro.¹

Quanto tempo o tempo tem? A velocidade do tempo nos assusta e nos convida  fundamentalmente a caminhar mais lentamente. Faz ou não faz sentido a velocidade do tempo?

Você tem autonomia sobre o teu tempo? O tempo pra você passa rápido ou numa velocidade mais lenta. Como você distribui as 24 horas do seu dia?

Convido você a perceber as tuas escolhas de tempo e tomar as rédeas destas escolhas.

Vivemos na era da instantaneidade provocada pela tecnologia e isso nos passa uma sensação de estarmos sempre atrasados. Por que hoje com tanta tecnologia não conseguimos o tempo que precisamos?

Atualmente resido numa cidade do interior com aproximadamente 48 mil habitantes. Quando voltei a dirigir, peguei o Furioso e estacionei na Praça da Matriz. Toda cidade que se presa tem uma praça como um marco inicial de sua história. Observei com olhos mais refinados o vai e vem dos automóveis e das pessoas. Em volta da Praça da Matriz tem as agencias bancárias, o comercio em geral. Meus pensamentos remeteram-se aos tempos de Floripa, onde eu estacionava na primeira vaga existente mesmo que precisasse caminhar 5 quadras do meu destino. A correria para ir em determinado lugar e depois o tempo de circulação até outro lugar e muitas vezes terminar o dia sem conseguir fazer o que estava predestinado. Sim o tempo numa cidade do interior é outro tempo. Ele rende, se produz mais e com mais tranquilidade, coisa inimaginável numa cidade grande, ou numa capital. Haja logística para ter o tempo a seu favor.

Para construirmos novas relações com o tempo se faz necessário falarmos do tempo. Entendermos que jogar a culpa no tempo não é mais um tempo favorável. Vivemos na pressa, na indisponibilidade urgente, e solicitando sempre mais tempo. Mas como já sugeri precisamos ter consciência do problema tempo. Ter a consciência como um dependente químico assume ser doente e enfim tratar-se. Inicie por pequenas transformações não dando urgência a tudo. Aproveitemos agora que temos todo o tempo do mundo para quando tudo isso passar realmente se viva uma vida nova, um renascer de almas conscientes de que a mudança aconteceu e é para sempre.

Faça um contrato com o tempo sem direito a rescindi-lo. Coloque cláusulas combinando formas de lidar com o tempo, com as prioridades, dando atenção plena para a agenda, e encontrar tempo para você desfrutar as delícias da vida. Aprender a contemplar a natureza, a cidade, a rua, as pessoas, assim como eu fiz. Dentro do Furioso eu encontrei um tempo para refletir e dar uma pausa.

Pause, seja mais ser e menos ter. Consuma menos. Consuma o necessário. Mude o “modus operandi” porque se faz  urgente entendermos o que de fato é urgente em nossas vidas. Acreditamos que os bens materiais que apresentamos é a receita pro status e exemplo de sucesso. Chega. O sucesso possui quem tem paz, quem conquistou suas metas, mas muito além de um olhar para fora, um olhar para dentro.

​Mas o que será de fato urgente ou prioridade? Faça a sua escolha, afinal o tempo é seu.

Quando a pandemia passar, esteja pronto para o novo mundo que com certeza virá, então aproveite este tempo de quarentena e retrace rumos, reveja metas, priorize o prioritário. Aproveite este tempo e dê tempo para o que importa, o olhar nos olhos, as refeições e conversas em família, saiam de suas telas e computadores, de seus quartos, curtam mais as varandas no final do dia. Desacelere, enfim, é possível.

Silma Terra

Palestrante Motivacional, comunicadora de rádio e televisão, Youtuber e Bibliotecária de formação.

Site- silmaterrapalestras.com.br

Canal YouTube – Silma Terra

Instagram e Facebook – Silma Terra Palestras

Contato – contato@silmaterrapalestras.com.br

Para saber mais:

1 – https://conceito.de/tempo

Comentários

Comentários