Pai, afasta de mim os fanáticos! – Sergio Agra

Sergio Agra

Muito pior do que se ser apenas um(a) despretensioso(a)  fanático(a) – com o perdão da dicotomia – é carregar em si o fanatismo cego, irracional,próprio do(a) genuíno(a) e serviçal massa de manobra, que se dobra,reverencia, cultua, idolatra e, o pior, forceja, coage raivosa e colericamente para que todos os discordantes de suas sandices,  de suas asnices o(a) sigam em seu verborrágico, porém, delirante discurso.

O fanatismo não escolhe gênero, cor, raça, crença religiosa ou ideologia político-partidária. Afirmo, no entanto, com todas as letras que o(a) pior, o(a) incurável, o(a) irreversível, o(a) digno(a) de nossa piedade e compaixão é aquele(a) que traz no cérebro (será que ele(ela) algum dia foi dotado(a) desse indecifrável e fascinante universo?) agora lobotomizado o fanatismo ideológico partidário – reitero –, de direita ou de esquerda, sendo “coxinha” ou“mortadela”, bolsominion  ou lulapetista.

O(a) fanático(a) segue o líder e dá vazão aos recalques narcísicos atacando as diferenças de grupos que elege como rivais. Tal fanatismo agressivo rompe a barreira do recalque e se manifesta publicamente quando incentivado por líderes que se supõem acima da lei (e, portanto, da civilização).

O(a) fanático(a), se já avançado(a) nos anos, fede, cheira mal, repugna, está necrosado(a). Mumificou e ainda não contaram para ele(ela). Exatamente por essas razões que ele(ela) é digno(a) de nossa piedade e compaixão, porque fanatismo significa exatamente o estado psicológico de fervor excessivo, irracional e persistente por qualquer coisa ou tema, historicamente associado a motivações de natureza religiosa ou política. É extremamente frequente em paranoide, cuja apaixonada adesão a uma causa pode avizinhar-se do delírio.

Em Psicologia, o(a) fanático(a) é descrito(a) como indivíduo dotado de agressividade excessiva, preconceitos variados, estreiteza mental, extrema credulidade quanto a um determinado “sistema” (que lhe “convenha”, por supuesto!), ódio, sistema subjetivo de valores, intenso individualismo e demora excessivamente prolongada em determinada situação/circunstância.

Por isso tudo – que por si já é hiperbólico –, Pai, afasta de mim o fanatismo.

Sobretudo A Fanática Delirante!

Comentários

Comentários