Peça se desprende de carreta e atinge passageira de veículo em Palmares do Sul

Foto:
Foto: Wagner Fontoura

Uma mulher ficou gravemente ferida após uma peça de ferro se soltar de uma carreta e atingir um veículo, nessa terça-feira (06), na RSC-101, em Palmares do Sul.

A vítima que era caroneira da Duster foi atingida pelo objeto no rosto, causando diversas fraturas. Seu marido que conduzia o automóvel pediu socorro no Pelotão da Brigada Militar, onde teve o auxílio dos policiais militares.

Ela foi encaminhada com urgência ao hospital da cidade, onde recebeu os primeiros socorros. Posteriormente, um helicóptero da Brigada Militar foi disponibilizado para encaminhamento da vítima a rede hospitalar da capital.

De acordo com Wagner Fontoura, policial militar que foi um dos que atenderam a ocorrência, a mulher passou por uma cirurgia de cerca de sete horas, onde se recupera. Ela deverá ainda passar por outras intervenções cirúrgicas.

O homem e sua filha de 10 anos que estavam no carro não tiveram ferimentos.

Veja abaixo na íntegra o relato emocionado do soldado Wagner Fontoura.

Foto: Wagner Fontoura – Peça que atingiu o automóvel.

“Bom dia!!

Continuando a história de ontem…

Estávamos no Pelotão de Palmares do Sul quando fomos solicitados por um senhor que chegou buzinando com um veículo Duster. De começo pensamos que fosse alguém da cidade que veio cumprimentar algum colega. Quando saímos do pelotão vimos aquela cena de filme de terror, e pense na pior cena… Um buraco IMENSO no para-brisa do veículo e a passageira, que vinha no banco da frente com o rosto praticamente “partido ao meio”… Ele gritava:

“Onde é o hospital, onde é o hospital…”

Ele trafegava pela Rs 101 em direção a TAVARES quando um pedaço ENORME de ferro se desprendeu de uma carreta e acertou o vidro dianteiro do carro, acertando em cheio o rosto da esposa do motorista.

Prontamente escoltamos eles com brevidade até hospital São José da cidade de Palmares. Ali a mulher foi socorrida e iniciou uma batalha pela vida, visto que chegou lúcida ao atendimento mas com dores que eu nem quero imaginar. No olhar de um leigo em medicina:

Fratura de mandíbula, fratura de maxila, fratura exposta do braço esquerdo… Sem contar vários dentes quebrados, mas a essa altura isso era de menos.
Era nítido que ela precisaria passar por um bloco cirúrgico para sanar aquela situação.
Aí começou o problema!

Quem regula a transferência para outro hospital é o SAMU (Base reguladora).

Resumindo, toda equipe médica ligando 192 e atendendo a Sra “L.S de S” (vou preservar o nome da paciente). Ficaram 50 MINUTOS no telefone e descobriram o quanto difícil seria transferi-la. Tudo por burocracia…

Aí entrou nós, da BRIGADA MILITAR. Ligamos para o Sargento Jeferson nosso comandante imediato, repassando a situação e gravidade, e perguntamos qual a possibilidade de uma remoção da vítima com o HELICÓPTERO DA BM. Este então falou com o seu superior, Capitão Quadros, que prontamente falou com o comandante da aeronave Capitão Costa Junior, que nos disponibilizou a aeronave, mas alertou que o sol já estava se pondo e era de extrema importância partir o quanto antes para POA.

Faltava o que???? A VAGA PARA O OUTRO HOSPITAL!!!

Aí entrei em contato com o Prefeito Leonardo Pascoal, explicando toda a situação e pedindo ajuda (qualquer que fosse). Pela graça de Deus e do destino, o Sr Leonardo é conhecido do Diretor do hospital para onde precisávamos remover a vítima, Dr Mauro Sparta. Este conseguiu a vaga e uma unidade de resgate avançado (uma SAMU COM MÉDICO E TUDO MAIS) removeu a vítima para o hospital de POA.

Graças a Deus, falei hoje pela manha com o marido da vítima e ela passa bem, após 7 horas de cirurgia, e está em observação. Passará por nova cirurgia, mas esta VIVA!

Quero agradecer a Deus, a todos os envolvidos, aos colegas de Esteio que passaram numeros e deram suporte via whats, ao Sd Teixeira, aos comandantes do Batalhão aéreo da BM que disponibilizaram o helicóptero, aos comandantes de Palmares e da Cia de Cidreira que o tempo todo ajudaram da forma que puderam, ao PREFEITO Leonardo, que independente de política, FOI HUMANO e se dispôs da forma que pode e ficou aguardando até altas horas para saber como terminou a situação. Ao Doutor PEDRO HENRIQUE PIMENTA MACHADO, médico do hospital de São josé e TODA SUA EQUIPE que foram incansáveis para salvar a vítima, e deixaram as portas abertas para a BM dentro do hospital.

A Presidente do hospital São José, que só foi embora quando viu a vítima ser transferida na unidade avançada e por último, e não menos importante, ao Sd Tarciso Viero, que conduziu com maestria a viatura até o hospital, e ajudou o tempo inteiro o marido da vítima e a sua filha de apenas 10 anos que presenciou a fatalidade.

Enfim, ontem eu vi o quanto vale uma vida, o quanto vale a profissão da área da saúde. Quanto vale essa farda que visto todos os dias, e que nasci pra SER POLICIAL MILITAR E AJUDAR O PRÓXIMO.

“Se tiveres salvado apenas uma vida, valeu a carreira”

“Quando vi a viatura pensei: GRAÇAS A DEUS”

MARIDO DA SRA L.S de S”.

Comentários

Comentários