Prefeitura de Tramandaí diz que é falso decreto que circula em redes sociais

Uma montagem com uma orientação inusitada circula pelas redes sociais de moradores de Tramandaí, no Litoral Norte. Um falso decreto municipal estabelece o rodízio de pessoas pelas ruas por meio da numeração do calçado.

De acordo com o texto, pessoas que calçam números pares só poderiam sair de casa em dias pares. E vice-versa. O “decreto” ainda prevê multa de R$ 200 para pedestres que andassem descalços, o que seria enquadrado com tentativa de burlar a fiscalização.

O documento foi criado a partir da imagem de um documento real, razão pela qual aparecem o timbre da prefeitura e as assinaturas do prefeito, Luís Carlos Gauto da Silva, e da secretária de Administração, Alzira Luiza da Silva Aguiar.

Em nota a prefeitura, lamentou o episódio e disse que recebeu várias dúvidas da população por meio dos canais oficiais. “A Administração Municipal lamenta profundamente que em um período tão delicado que vivemos devido à pandemia da covid-19, onde todos os esforços estão concentrados na árdua tarefa de salvar vidas, pessoas usem desse tipo de artifício para prejudicar e causar confusão na população”, diz o texto.

O Executivo alerta ainda que quem espalha este tipo de notícia falsa “pode ser enquadrado na Lei de Contravenções Penais, cujo texto estabelece pena de prisão de até seis meses para quem ‘provocar alarme, anunciando desastre ou perigo inexistente, ou praticar qualquer ato capaz de produzir pânico ou tumulto'”.

Comentários

Comentários