Preso no Litoral Norte suspeito de participação na morte de gerente de banco

Desaparecimento de gerente se tornou um mistério.
Desaparecimento de gerente se tornou um mistério.

Um homem de 52 anos foi preso na manhã desta quarta-feira (23) suspeito na morte do gerente do Sicredi Jacir Potrich, 55 anos, desaparecido desde novembro do ano passado. Eles eram amigos.

Conforme a Polícia Civil, ele foi preso temporariamente por agentes da Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) em um apartamento em Capão da Canoa, no Litoral Norte.

Ele será indiciado por homicídio qualificado, por motivo fútil e ocultação de cadáver e ficará preso por pelo menos 30 dias até a conclusão do inquérito.

Na manhã desta quarta, foram cumpridos mandados de busca e apreensão, na residência e no local de trabalho do suspeito, em Anta Gorda e Arvorezinha. Buscas estão sendo feitas para tentar localizar o corpo da vítima.

Uma desavença financeira com o suspeito teria motivado o assassinato do gerente. Os dois eram amigos, mas teriam se tornado “inimigos” após uma mudança de endereço do banco Sicredi na cidade.

O imóvel anterior era de propriedade do vizinho e, com a troca de lugar, o homem teria se se sentido “traído” por não ter sido avisado por Potrich. A polícia ainda não informou como o gerente foi morto.

As informações são de Zero Hora.

Comentários

Comentários