Preso segundo suspeito de participar do assassinato de empresária em Tramandaí

A Polícia Civil de Tramandaí avança na investigação sobre o assassinato da proprietária do salão de beleza Maninha Espaço da Beleza, Navia Regina Christian, 45 anos, ocorrido no início da tarde dessa segunda-feira na rua João Pessoa, em Tramandaí.

Na manhã desta terça, o delegado Paulo Perez confirmou a prisão do segundo envolvido na execução da vítima.

“É um traficante que aceita contratos de homicídios. O indivíduo foi o contratado para matar a vítima, mas terceirizou. Ele tem uma deficiência física na perna por que levou um tiro de calibre 12 há alguns meses e anda com uma muleta. Ele foi no local para fazer uma espécie de campana”, explicou.

O atirador, que havia sido preso horas antes, atua para esse traficante e acabou sendo “o encarregado de executar a vítima”. As duas prisões foram efetuadas ainda na segunda-feira pela Brigada Militar em parceria com a Polícia Civil.

O delegado Paulo Peres prefere não revelar detalhes sobre a motivação e mandante do crime para não prejudicar o trabalho investigativo. “Por enquanto, sigilo”, resumiu. “Não serão divulgados detalhes da motivação do crime e quem mais pode estar envolvido na morte da mulher”, enfatizou.

As informações são do Correio do Povo.

O crime

Uma mulher foi morta a tiros dentro do seu salão de beleza, no início da tarde desta segunda-feira (05), em Tramandaí. O crime ocorreu na Rua João Pessoa, no centro da cidade.

O atirador teria descido de um Fiesta, de cor prata, invadido o local e efetuado os disparos.

A vítima fatal foi identificada como Navia Christan, mais conhecida como Maninha.

Em outubro do ano passado, ela já havia sido atingida por um tiro no rosto, dentro de sua residência na Rua Manoel da Silva, no bairro Cruzeiro do Sul.

Na ocasião, o criminosos fugiu levando dois celulares.

Comentários

Comentários