Preso suspeito de arrombar caixa eletrônico em banco de Imbé

A Polícia Civil, por meio da 1ª Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), deflagrou, na manhã desta quinta-feira (18), mais uma etapa da Operação Oxicorte em combate a crimes de furto qualificado mediante rompimento de obstáculo, tendo como objeto do crime caixas eletrônicos em estabelecimentos bancários.

A ação contou com o apoio da Polícia Civil de Santa Catarina, sendo cumpridos dois mandados de prisão preventiva e três mandados de busca e apreensão em Joinville e resultando na prisão de um homem em Joinville.

O indivíduo, de 33 anos, foi preso preventivamente em razão de suspeita da prática de furto arrombamento, com uso de maçarico, praticado em março de 2017, contra uma agência bancária, localizada na Avenida Carlos Gomes, em Porto Alegre.

O segundo participante do crime já estava recolhido ao sistema prisional Catarinense. De acordo com os delegados Joel Henrique Wagner e João Paulo de Abreu, o indivíduo preso na operação é suspeito de outros três furtos arrombamentos à agências bancárias ocorridos no Rio Grande do Sul, todos eles em 2017, nos municípios de Pantano Grande, Imbé e Porto Alegre.

“Além disso, o homem foi preso em flagrante, em Porto Alegre, no ano de 2013, por arrombamento a caixas eletrônicos, e também é suspeito de ter praticado furto qualificado com emprego de maçarico, contra uma agência bancária do município de Canoas, em 2016”, relatam os delgados.

O crime em Imbé

Pelos menos três criminosos invadiram o Banco do Brasil de Imbé, na noite dessa terça-feira (11).

Os bandidos tamparam o alarme com uma fita e pintaram a câmera de segurança, na tentativa de evitar as filmagens do local.

Eles arrombaram um caixa eletrônico com o uso de maçarico, mas acabaram não conseguindo levar o dinheiro.

Comentários

Comentários