PRF confirma que Capão da Canoa era o destino final dos 16 quilos de maconha apreendidos em SC

O Litoral Norte do Rio Grande do Sul era o destino final do carregamento de 16 quilos de maconha apreendido em Santa Catarina. A confirmação é da Polícia Rodoviária Federal na manhã desta quinta-feira.

A droga estava sendo trazida para Capão da Canoa. No final da noite desse quarta-feira, o efetivo da PRF abordou um Chevrolet Agile, com placas de São José, qua trafegava na BR 101, em Tubarão.

Os policiais rodoviários federais desconfiaram então de um frigobar que estava sendo transportado dentro do veículo. Ao fazerem vistoria no equipamento foram encontrados 29 tijolos de maconha, totalizando 16 quilos.

O motorista foi preso em flagrante e confessou que estava transportando ao entorpecente de Florianópolis para Capão da Canoa.

O flagrante ocorreu no âmbito da operação Tamoio II que visa combater a criminalidade.

Em Osório, a PRF apreendeu cerca de dois quilos da maconha conhecida como skunk, com alto teor do princípio ativo THC, na quarta-feira na BR 101.

A droga encontrava-se em um Hyundai HB 20, com placas da cidade catarinense de São José, que seguia no sentido Litoral-Capital.

O entorpecente estava escondido dentro do estepe.

Um casal, de 36 e 35 anos, foi preso em flagrante.

O homem e a mulher tinham antecedentes criminais inclusive tráfico de drogas.

Comentários

Comentários