Psicografia recebida – Nilton Moreira

Há poucos dias fomos agraciados por mensagem psicografada em reunião mediúnica acontecida na cidade de Pelotas, ocasião que se manifestou uma entidade espiritual que desencarnou violentamente, vitimada por crime de homicídio acontecido no município de Palmeira das Missões, cuja família da vítima reside em Três Passos. Para quem é seguidor da Doutrina Espírita compilada por Allan Kardec, não se surpreende com tais comunicações, pois faz parte das atividades de qualquer Casa Espírita.

O importante é que tais mensagens servem de grande lenitivo para quem teve um ente querido separado do convívio familiar, principalmente por violência, pois na maioria das vezes acreditam que o espírito que se foi continua em sofrimento.Também nos perguntam pessoas leigas ou descrentes, de como saber se tais mensagens não são embustes.Realmente devemos estar atentos ao charlatanismo e exploração das pessoas que no momento da separação estão fragilizadas, mas quem tem de dizer se o conteúdo é fiel são as próprias famílias que recebem as psicografias, pois normalmente na dissertação aparecem pistas como apelidos, manias, linguajares ou diálogos que só os envolvidos é que tinham conhecimento na época que o espírito estava junto à família.

Interessante que na mensagem que esta semana foi visualizada por milhares de pessoas nas redes sociais, o espírito que se comunica confirma a autoria do crime, já que refere que sua mãe ficou frente a frente com o autor, o que ratifica o trabalho de investigação realizado pela policia.Esta não é a primeira vez que espíritos que se envolveram em ocorrências com vítima fatal, dão detalhes através da psicografia. Uma das mais conhecidas foi a mensagem psicografada pelo médium Chico Xavier, narrada inclusive em filme, em que a vítima de morte acidental por disparo de arma de fogo isenta o autor do disparo, alegando ter sido acidente, resultando inclusive na absolvição do réu pela justiça.

É importante que estejamos ligados a uma Casa Espírita, quem sabe frequentando os estudos, para que no momento oportuno sejamos agraciados pelos Benfeitores Espirituais com uma mensagem, pois muitas vezes estas ficam arquivadas nas Casas, já que as pessoas não vão procurar. Mas o principal disso tudo é que a misericórdia Divina se processa e que constatamos que a morte é apenas uma passagem para outro plano. A vida continua. Gratidão é a palavra nesse momento.

Comentários

Comentários