Romildo acerta detalhes finais de acordo e Grêmio pode administrar a Arena a partir de janeiro

Os próximos 35 dias serão decisivos para o Grêmio adquirir a administração da Arena.

A informação foi revelada pelo presidente Romildo Bolzan em entrevista a rádio Itaramã FM, de Tramandaí, nessa segunda, à Elói Braz Sessim.

Após a desistência da Caixa Econômica Federal de participar do acerto entre as partes, o clube, a OAS e a prefeitura de Porto Alegre remodelaram a proposta e irão novamente apresentar para o Ministério Público (MP).

Uma reunião nesta terça-feira dará uma nova perspectiva sobre a concretização das negociações.

“Se o MP entender que as garantias são firmes, não teremos nenhum problema e vamos para a finalização, que deve se encerrar até o dia 31 de dezembro.

Com o novo acordo, estamos estimamos economizar entre R$ 80 milhões e R$ 100 milhões.

Se o negócio fechar, vamos operar a partir de janeiro ou fevereiro. Os nossos compromissos para o pagamento irão até 2027 e não mais até 2033, como estava em contrato”, revelou Romildo.

Comentários

Comentários