Sartori autoriza abertura de licitação para obras no acostamento da ERS-040 em Balneário Pinhal

O governador José Ivo Sartori assinou, na manhã desta sexta-feira (9), autorização para abertura de licitação das obras de melhorias e de alargamento do acostamento da ERS-040, entre os quilômetros 91 e 93. O trecho fica no bairro Pontal das Figueiras, em Balneário Pinhal. A estrada de 95 quilômetros, administrada pela Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), liga Viamão, na Região Metropolitana, a Balneário Pinhal, no Litoral Norte.

A licitação prevê a padronização da largura do acostamento, melhorias na drenagem, principalmente das águas pluviais, e reforço da sinalização vertical e horizontal. A extensão da obra será de 2.912 metros. O prazo para conclusão será de seis meses e o valor é de R$ 1.763.240,38.

“É inaceitável imaginar o serviço público sem gestão. Quando iniciamos o projeto de mudança, lá em 2015, muitos duvidavam e olhavam com certa descrença. Mas nós não desistimos e o resultado está aí. Hoje, é possível dar início a essa obra tão importante para a região, porque houve um trabalho sério, responsável. Houve gestão, integração e parceria. Eu sempre digo que o passo mais difícil é o primeiro”, afirmou Sartori.

“Eu dizia: não se trata um câncer com analgésico. O remédio era amargo. Muitos teimavam em negar a doença crônica que havia atingido o setor público. Trabalhamos muito! E a travessia ainda não terminou. A casa precisa continuar sendo arrumada”, enfatizou o governador.

BALNEÁRIO PINHAL, RS, BRASIL 09.03.2018: Ato de assinatura da autorização para licitação das obras de alargamento do acostamento da ERS-040. Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini

Obras na ERS-040 – Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini

Sartori frisou, ainda, que 2018 não pode ser um “ano morto”. “Não contem comigo para demagogias de ano de eleição. Nunca me movi por isso. Contem comigo para continuar construindo o futuro do Rio Grande, com responsabilidade, diálogo e falando a verdade. Podem acreditar, o Rio Grande tem um caminho e tem futuro”.

O secretário dos Transportes, Pedro Westphalen, afirmou que, quando Sartori assumiu o governo, o Litoral Norte tinha muitos problemas de infraestrutura. “Esta obra era um anseio da população de menor renda que aqui vive. É uma ação pequena, mas de grande repercussão social”, destacou.

A prefeita de Balneário Pinhal, Márcia Tedesco, confirmou o grande esforço para chegar até o dia de hoje. “Esforço construído por muitas mãos e por vários governos até concretizar este sonho”.

O trecho

A rodovia tem pista simples e acostamentos nos dois lados. A obra constitui-se na melhoria do acostamento do lado direito da rodovia, em sentido crescente (Porto Alegre-Balneário Pinhal). Hoje, o acostamento está com o asfalto deteriorado e com larguras variáveis, entre um e dois metros.

No local, a dois quilômetros do Centro de Pinhal, vivem cerca de 450 famílias, e o meio mais usado de transporte é a bicicleta. O aposentado Assunção Rodrigues Silva, 72 anos, contou que a estrada nesse trecho não tem acostamento. “É perigoso. Anteontem um ciclista foi atropelado”, alertou.

O alargamento vai permitir a melhor utilização da área pela população local e será feito de forma a não afetar a funcionalidade urbana, levando acessibilidade aos usuários, como pedestres e ciclistas. Com a autorização da obra, o consultor João Vilmar Chaves Machado, 41 anos, decidiu: “Agora vou comprar uma bicicleta”.

Também participaram do ato o diretor-presidente da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), Nelson Lídio Nunes; o deputado federal Alceu Moreira; os deputados estaduais Gabriel Souza e João Fischer; vereadores e moradores da localidade.

Comentários

Comentários