Secretaria Municipal da Saúde contrata médicos para as unidades básicas em Santo Antônio

A secretaria municipal da Saúde de Santo Antônio da Patrulha irá ampliar o número de médicos para atendimentos nas unidades básicas. A secretária Magda Bartikoski disse que as contratações de pediatra, psiquiatra e clínico geral estão em andamento. “Santo Antônio e outros municípios perderam muitos médicos, que preferiram pedir demissão com a obrigatoriedade do registro ponto. A defasagem já existia em 2016, mas estamos conseguindo contratar novos profissionais”, explica.

Um psiquiatra já foi contratado e o número de pessoas aguardando por uma consulta já foi reduzido em 80%. Ela lembra que em janeiro, quando chegou à secretaria, a fila de espera para consulta com psiquiatra do CAPS era de 600 pessoas. Hoje, desse total, 480 receberam atendimento.

 A secretária pediu a compreensão da população e também um pouco de consciência. Ela relatou casos de alta abstenção ao comparecimento às consultas agendadas. “Só para citar um exemplo, nesta semana tivemos 8 pessoas que não compareceram a consulta com pediatra, tirando o lugar de outras crianças, isso não é justo”, lamenta.

Sobre a distribuição de fichas, a secretária lembra que todos os dias de 70 a 100 fichas são distribuídas, e que o Posto de Saúde está com um portão de acesso aberto, a partir das 00h00min para que as pessoas não fiquem na rua aguardando o início da distribuição, programado para as 6h. Outra construção importante da pasta está relacionada à forma de atendimento, para que filas sejam evitadas. A secretária anunciou a disponibilidade de agenda aberta para marcação de consultas para maiores de 60 anos, pacientes do interior e crianças e a ampliação do número de atendimentos em 50% nas segundas-feiras, quando há maior procura. Além disso, lembrou que alguns procedimentos, como a revisão de recém-nascidos pode ser realizada pela equipe de enfermagem.

Para Magda, esses primeiros seis meses não foram fáceis, especialmente em função da reestruturação da secretaria e da grande concentração de esforços e recursos no hospital. Mas garante que as perspectivas para a saúde pública do município é muito boa: “A Santa Casa já está aqui, gerindo nosso hospital, estamos concluindo as obras do bloco cirúrgico, onde em breve cirurgias poderão ser realizadas e contaremos com médicos residentes de 17 especialidades que atuarão nos postos de saúde. Além disso, estamos reativando o programa Mãe Patrulhense, contratando novos profissionais para o PIM (Primeira Infância Melhor) e implantando o programa Saúde na Escola, que levará quase 20 ações em saúde para a rede municipal de ensino”, relatou.

Comentários

Comentários