Ser lembrado como – Nilton Moreira

Acreditamos que a maioria que aporta no Planeta Terra, tem a sensação de que não está aqui por acaso, já que existem tantos mundos em nosso sistema solar e uma infinidade em outros sistemas, porque então nasceriam aqui? Certamente temos uma importância, mas não ocupamos uma das categorias mais elevadas na Criação, pois temos um corpo frágil, que basta peguemos um pequeno resfriado já ficamos debilitados e muitas vezes temos de injetar drogas fortíssimas para debelar, quando possível, moléstias graves.

Quando residimos em grandes cidades não conhecemos o histórico dos moradores em geral, ficando este saber restrito a rua ou bairro que moramos, mas para quem reside em cidade de pequeno porte, o que se passa na vida de cada um não é novidade. Sabemos quem tem moral; quem gosta de ficar devendo contas; quem está compromissado com o banco; quem enriquece ilicitamente; quem aparenta ser o que não é, e tantas outras particularidades íntimas que não vem ao caso mencionar.

Mas o triste disso tudo é conviver-se numa pequena comunidade por longos anos e partir deste mundo sem ter realizado algo em benefício de alguém. Ter retornado a Pátria Espiritual com máculas que ao ser lembrado traz recordações de desonestidade, maldades e acima de tudo egoísmo, ou que ao nos avaliarmos após o passamento, constatarmos que fomos egoístas, vivendo apenas para nós mesmos.

Muitos são verdadeiros tiranos em seus seios familiares, cujos lares não chegaram a serem desfeitos por uma das partes sentir vergonha de enfrentar o escândalo na comunidade. Outros passam pelas suas comunidades sem nada fazerem de edificante.

Mas como é gratificante lembrarmo-nos daqueles que se dedicaram com afinco a ajudarem outrem e que efetivamente trouxeram melhorias para um povo. São aqueles lideres que colocaram a sabedoria a serviço, com honestidade e honra. Nisso encabeçam a lista prefeitos e vereadores.

Mas como a Lei Divina é perfeita, certamente saberá dar a cada um de nós os méritos se formos merecedores, para que sejamos retribuídos se de fato perseveramos no bem quando daqui partirmos. Aqueles que vieram a este mundo apenas pensando em serem reconhecidos pelo bem que fizeram, certamente já recebeu em vida o reconhecimento, mas aqueles que se dedicaram a um objetivo maior por mera vontade de ver o progresso e o fizeram com bondade, certamente serão recompensados na espiritualidade e terão seus nomes sempre referendados com estima e orgulho por suas comunidades onde viveram.

É triste ver que muitos desperdiçam o valioso tempo de vida que lhes foi outorgado para estarem neste pequeno planeta e nada realizam em auxilio a outrem. Talvez lhes falte conhecimento do motivo que os levou a nascer na Terra e conviver em determinada localidade. Acreditam apenas em aglutinar cada vez mais bens materiais, que vão se desfazer pelos herdeiros, os quais muitas vezes nem sabem como administrar o bem recebido.

Pensemos como queremos ser lembrados depois de nosso retorno ao plano espiritual. Melhor viver com algumas dificuldades e ser venerado, do que abusarmos de nosso livre arbítrio e sermos execrado da história e lembrado com desprezo.

Comentários

Comentários