Síndrome mão-pé-boca suspende aulas em escola de Maquiné

A Síndrome mão-pé-boca suspendeu aulas nesta quinta (12) e sexta-feira (13), na Escola de Educação Infantil Pequeno Príncipe, localizada no centro de Maquiné.

De acordo com a Secretaria de Educação do município, a medida vale até a segunda-feira (16), quando as crianças deverão retornar a escola.

Não foi informado quantos alunos teriam apresentado os sintomas da síndrome. A secretaria ainda em comunicado emitiu alguns alertas aos pais:

“* Crianças devem ficar em casa, em repouso, enquanto durar a infecção. Caso a criança não esteja bem na segunda-feira, solicitamos que não a mande para a escola, pois a mesma deverá ficar afastada até que a contaminação tenha encerrado o seu ciclo.

* Lembre sempre de lavar as mãos antes e depois de lidar com a criança doente, ou levá-la ao banheiro. Se ela puder fazer isso sozinha, insista para que adquira e mantenha esse hábito de higiene mesmo depois de curada”.

A síndrome

A Síndrome da Mão-Pé-Boca é uma infecção causada por um vírus que caracteristicamente produz lesões como bolinhas de água com uma base vermelha nas mãos, nos pés e lesões esbranquiçadas dentro da boca.

O quadro geralmente tem início com febre, que pode ser alta. Algumas crianças chegam a apresentar mais de 39ºC de febre, que pode durar de 2 a 3 dias. A Síndrome da Mão-Pé-Boca, na maioria das vezes, é curada sozinha em até 7 dias. O tratamento é sintomático com antitérmicos e anti-inflamatórios.

Depois de dois ou três dias de febre, surgem as lesões características. O diagnóstico é feito pelo pediatra com a história e o exame físico da criança.

Comentários

Comentários