Transtornos alimentares, o que é? – Psicóloga Marisele Souza

Transtornos alimentares são caracterizados por preocupação excessiva com o peso corporal, que geram sentimentos disfuncionais e comportamentos de diminuição da alimentação ou evitação da ingestão dos alimentos.

Em outros casos, pode levar a estimulação de vômitoou uso de diuréticos e laxantes.

A estimativa é de incidência entre 0,5% e 1% para anorexia nervosa e 1% e 3% para bulimia nervosa em adolescentes do sexo feminino, números que são questionáveis, pelo fato de que apenas os casos mais graves buscam atendimento psicológico e médico.

Para conversar sobre esse assunto, convido a todos(as) para uma reflexão, buscando compreender que estes transtornos possuem múltiplos fatores e entenderque os padrões culturais de nossa sociedade e a mídiapodem influenciar na visão distorcida e negativa de si.

O padrão de beleza transmitido pelos meios de comunicação e pelo convívio social parece exercer um efeito marcante sobre as pessoas, na construção do corpo perfeito. Ocasionando sentimentos de culpa, fracasso, tristeza, vergonha, infelicidade, depressão.

Quantas vezes você se comparou com aquele(a) modelo? Aquele(a)ator ou atriz? Queria ser aquela atriz magra da propaganda de festfood delicioso?
A anorexia nervosa é quando o comportamento alimentar caracteriza-se por limitações na alimentaçãoautoimpostas, padrões bizarros de alimentação com acentuada perda de peso autoinduzida e mantida, associada aoganhar peso, é um distúrbio grave que leva a limitações físicas, emocionais e sociais.

Na bulimia nervosa ocorre a grande ingestão de alimentos de forma rápida e com a sensação de perda de controle, acompanhados de métodos compensatórios inadequados para o controle de peso, como: vômitos autoinduzidos, medicamentos (diuréticos, laxantes e inibidores de apetite) usados para a perda de peso, dietas, exercícios físicos e/ou abuso de drogas.

As dificuldades de manter o corpo perfeito ou ter o corpo ideal, dificuldades financeiras, falta de tempo para exercícios físicos podem contribuir para a busca da perda de peso inadequada e prejudicial a sua saúde. O transtorno alimentar pode ter outros transtornos como comorbidades, como transtornos de ansiedade e depressão.

O diagnóstico precoce e uma abordagem terapêutica adequada são fundamentais para o manejo clínico e o prognóstico destas condições, procure um(a) psicólogo(a)!

Psicóloga Marisele Souza

Atendimento:

Personal Med – Avenida Getúlio Vargas, 1010, centro, Osório/RS.

Telefone: 51 3148-0101.

Comentários

Comentários